Raios cósmicos de ultra alta energia atingem a Terra - o 2° maior da história!

Raios cósmicos de ultra alta energia atingem a chega - o 2° maior da história!

A partícula de ultra alta energia ganhou o nome de Amaterasu, em homenagem à deusa japonesa do Sol

Imagine-se em um parque de diversões, batendo em uma daquelas máquinas de fliperama de boxe. Pense na energia desse soco. Agora imagine dar essa energia a uma única partícula, que viajou através do espaço e atingiu a atmosfera do nosso planeta,.


A partícula de ultra alta energia ganhou o nome de Amaterasu, em homenagem à deusa japonesa do Sol. Trata-se de um raio cósmico de ultra-alta energia (UHECRs) - uma partícula subatômica com carga elétrica que foi acelerada a energias incríveis. Desde que começamos a estudar esses eventos, apenas uma partícula é conhecida por ter sido mais intensa, a chamada "Oh-My-God partyicle", detectada em 1991.

"Quando descobri este raio cósmico de energia ultra-alta, pensei que devia ter havido um erro, pois mostrava um nível de energia sem precedentes nas últimas três décadas", disse o co-autor do estudo Professor Toshihiro Fujii, da Universidade Metropolitana de Osaka.

Normalmente, é difícil fazer comparações entre a energia das partículas nos nossos aceleradores de partículas e coisas com as quais temos experiência direta. Amaterasu e Oh-My-God tornam isso muito fácil. Elas têm 100 milhões de vezes a energia dos prótons no Grande Colisor de Hádrons.

Amaterasu tinha uma energia de 244 Exaelétron-volts; Oh meu Deus, tinha uma energia de 320 Exaeletronvolts. Isso é equivalente ao soco de um boxeador, ou a queda de um tijolo na altura da cintura até o dedo do seu pé.

ilustração artística de raios cósmicos de ultra alta energia - Osaka Metropolitan University
Ilustração artística de raios cósmicos de ultra alta energia.
Créditos: Osaka Metropolitan University / divulgação


A incrível energia significa que ela veio aproximadamente em linha reta até a Terra - nada para desviá-la - e isso é um problema, porque no outro extremo não há literalmente nada.

"As partículas têm uma energia tão alta que não deveriam ser afetadas por campos magnéticos galáticos e extragaláticos. Você deve ser capaz de apontar de onde eles vêm no céu", disse o co-autor John Matthews, co-porta-voz do Telescope Array na Universidade de Utah. "Mas no caso da partícula Oh-My-God e desta nova partícula, você traça sua trajetória até sua fonte e não há nada com energia alta o suficiente para produzi-la. Esse é o mistério - o que diabos está acontecendo?"

Amaterasu veio do Vazio Local, uma região do espaço que pode se estender por cerca de 200 milhões de anos-luz e cujo centro está a pelo menos 75 milhões de anos-luz da Terra na direção da constelação de Hércules. Como o nome sugere, é uma região praticamente vazia, com muito menos galáxias do que o resto do Universo local.

Amaterasu - Deusa do Sol no Japão
Amaterasu - Deusa do Sol no Japão.
Créditos: divulgação


Mas algo deve ter produzido as partículas Oh-My-God e Amaterasu. Os dois foram detectados usando diferentes técnicas de observação. Amaterasu graças ao Telescope Array localizado no Deserto de Utah. Essas partículas são raras, mas são definitivamente reais.

"Esses eventos parecem vir de lugares completamente diferentes do céu. Não é como se houvesse uma fonte misteriosa", acrescentou John Belz, professor da Universidade de Utah e coautor do estudo. "Podem ser defeitos na estrutura do espaço-tempo, colisões de cordas cósmicas. Quero dizer, estou apenas descartando ideias malucas que as pessoas estão apresentando porque não há uma explicação convencional."

Os astrônomos simplesmente não fazem a menor ideia do que poderia ter originado esse raio cósmico de ultra alta energia, e nem sabem por onde começar. O Projeto Telescope Array, que tem a participação dos EUA, Japão, Rússia, Coreia e Bélgica, nos dá uma esperança de novas detecções e quem sabe, de  elucidar esse grande mistério do Universo.



Imagens: (capa-ilustração) / divulgação
24/11/2023


Gostou da nossa matéria?
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTube, InstagramTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.

6 comentários:

  1. Fascinante descoberta! Amaterasu, a partícula de ultra-alta energia, atingiu a Terra, sendo a segunda mais intensa na história. O mistério cresce sobre sua origem, desafiando a compreensão cósmica
    Domestic violence New Jersey

    ResponderExcluir
  2. Já consideraram a hipótese de uma colisão entre dois universos? Pode ter ocorrido ali no Vazio de Hércules e gerado tamanho petardo.

    ResponderExcluir
  3. "charlottesville virginia personal injury lawyers"
    The article emphasizes the importance of news about the arrival of ultra-high energy cosmic rays to Earth, highlighting their significant impact on space research. It praises the precision in contextualizing the information, providing a clear understanding of the event's magnitude and its position as the second largest recorded event in history. The article also acknowledges the scientific implications, emphasizing its contribution to the advancement of knowledge about the origin and behavior of cosmic rays. The article also highlights its relevance, keeping readers informed about recent developments in astrology. The article also encourages readers to pursue additional knowledge about this intriguing event.

    ResponderExcluir
  4. Ultra-high-energy cosmic rays (UHECRs) are mysterious particles, primarily protons and atomic nuclei, with energies far surpassing those produced by man-made particle accelerators. These cosmic rays originate from the depths of space, likely from the most extreme environments such as active galactic nuclei, gamma-ray bursts, or even supermassive black holes.
    High Net Worth Divorce Attorney in New York
    How fast can you get a Divorce in New York

    ResponderExcluir
  5. Uma gigantesca colisão poderia ter gerado o raio cósmico? Amaterasu já sabemos que é a consequência, foquem na causa!

    ResponderExcluir