Água salgada pode estar fluindo na superfície de Marte

Possíveis fluxos de água foram encontrados nas regiões equatoriais do Planeta Vermelho



Manchas escuras em formas de listras encontradas em encostas perto do equador marciano pode ser um sinal de que flui água salgada em Marte, onde o líquido escorre e evapora durante os meses mais quentes do planeta, dizem os cientistas.

A sonda Norte Americana Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), da NASA, detectou as estrias escuras em Marte na região equatorial, onde recebe mais luz solar, quando se formaram e cresceram durante a primavera e o verão marciano. As estrias desapareceram com a chegada do outono, quando as temperaturas mais frias prevaleceram.

Estes fluxos que ocorrem sazonalmente, foram previamente vistos em encostas marcianas em latitudes médias, mas a sonda MRO agora os detectou perto do equador do Planeta Vermelho. Como ainda não houveram detecções diretas de água em estado líquido, as novas descobertas sugerem que "hoje", um ciclo de água surpreendentemente ativo ocorra em Marte, disse o líder do estudo Alfred McEwen, professor de geologia planetária na Universidade do Arizona, em Tucson, EUA.


"Agora nós encontramos possíveis fluxos de água nas regiões equatoriais", disse McEwen. "Isso é surpreendente, pois as expectativas diziam que a região equatorial estava completamente seca, e significa que pode haver muito mais água na crosta perto da superfície do que imaginávamos antes".


A água flui em Marte?

As linhas escuras e estreitas foram observadas em grandes encostas íngremes da região do 'Valles Marineris', uma extensa série de canyons localizados ao longo do equador de Marte. Em alguns casos, as grandes manchas tinham cerca de 1.130 metros.
Imagem da sonda Mars Reconnaissance Orbiter mostra as as linhas
escuras, que seriam possíveis fluxos de água salgada em épocas
de temperaturas quentes do Planeta Vermelho.
Créditos: NASA / JPL / Caltech / Univ. do Arizona
Clique na imagem para ampliar

A descoberta é detalhada na edição da revista Nature Geoscience, mesma data em que foi discutida na reunião anual da União Geofísica Americana, em São Francisco.

Os pesquisadores ainda estão tentando entender a causa provável dessas surpreendentes estrias marcianas, mas Alfred McEwen disse que elas poderiam ser produzidas pelo derretimento e evaporação subsequente da água salgada que estaria congelada abaixo da crosta do planeta.

Ainda não houve uma confirmação se as estrias são realmente causadas ​​pela fluxo de água líquida, e em caso afirmativo, deve-se verificar seu local de origem. Até agora , os pesquisadores dizem que a melhor explicação é que se trata de líquido salgado. Água salgada pode permanecer líquida em temperaturas mais frias, o que significa que ela poderia fluir na superfície gelada de Marte.

"Além disso, Marte tem uma atmosfera muito seca, o que torna improvável que a água doce flua sobre a superfície do planeta", disse Vincent Chevrier , cientista planetário da Universidade de Arkansas, em Fayetteville, EUA. "A água tem uma tendência a evaporar muito rapidamente quando exposta na superfície".


Perseguindo as evidências

No ano passado, Chevrier liderou uma equipe de pesquisadores que investigaram os fluxos sazonais encontrados nas encostas marcianas em latitudes médias.

Imagem da sonda Mars Reconnaissance Orbiter mostra
as linhas escuras na superfície do solo marciano.
Créditos: NASA / JPL / Caltech / Univ. do Arizona
Clique na imagem para ampliar

"Outros estudos tentaram explicar as marcas sazonais como sendo resultados de padrões de ventos, mas até agora, essa explicação não parece plausível", disse McEwen. "Alguns dizem que os ventos são responsáveis por essas manchas escuras, mas ninguém foi capaz de chegar a um modelo detalhado que fizesse sentido".

Embora os cientistas tenham criado uma visão de Marte como um local "seco e empoeirado", as evidências apontam que a água já fluiu em grande do Planeta Vermelho, há bilhões de anos. Água congelada foi detectada perto da superfície do planeta, em latitudes médias, mas até agora nenhuma evidência definitiva de água líquida foi encontrada.

As novas descobertas levantam questões intrigantes sobre a possibilidade de água líquida em Marte, o que remete às buscas de vida no Planeta Vermelho.

Na Terra, a vida é abundante onde a água líquida é encontrada, e a idéia de que Marte tenha água líquida fluindo em sua superfície pode representar perspectivas tentadoras de que a vida exista por lá.

"A Terra é um paraíso de água líquida", diz Chevrier. "Eu não estou dizendo que a vida é possível em Marte, mas essas descobertas já representam um grande passo".

Fonte: Space / NASA
Imagens: NASA / JPL / Caltech / Univ. do Arizona
14/12/13

3 comentários:

  1. como sempre informações em "conta gota" ! daqui mais algumas décadas vão confirmar que Marte é um planeta ativo e com "indícios" de vida na forma de microorganismos emalgumas regiões "isoladas"
    quem viver verá. .. :/

    ResponderExcluir
  2. Os seres humanos vão viver em marte e criar uma indústria petrolífera polir o planta r depois vamos pra jupter

    ResponderExcluir