Música espacial: As estrelas podem estar 'cantando', afirmam cientistas

estrelas produzem som
Como seria esse concerto musical cósmico?



A descoberta da possibilidade foi anunciada por uma equipe de pesquisadores e cientistas da Universidade de York. Eles apresentaram elementos de prova experimental de que as estrelas podem gerar som! O estudo de fluidos em movimento (agora conhecidos como hidrodinâmica) vem desde os egípcios, portanto não é todo dia que se descobre algo novo. No entanto, um exame de interação de um laser ultra-intenso com um alvo de plasma acabou dando resultados inesperados.

O Dr. John Pasley, do Instituto de Plasma do Departamento de Física de York, e outros cientistas, perceberam que após um trilionésimo de segundo após os disparos de laser, o plasma fluía rapidamente das altas para as baixas densidades, criando algo parecido com um "engarrafamento", gerando uma série de impulsos de pressão: uma onda sonora.




No entanto, a frequência de som que foi gerada era tão alta (cerca de 1 trilhão de hertz) que até mesmo golfinhos e morcegos teriam dificuldades para escutar. Essa frequência é seis vezes maior do que aquela que pode ser ouvida por qualquer mamífero!

" Um dos poucos locais na natureza onde acreditamos que esse efeito poderia ocorrer é na superfície de estrelas", disse Pasley, que trabalhou com cientistas da Central de Tecnologia de Lasers em Oxfordshire, juntamente com cientistas do Instituto Tata de Pesquisa Fundamental em Mumbai, na Índia. "Conforme esses materiais se acumulam, as estrelas podem estar gerando sons de uma forma semelhante aquela observada nos laboratórios. Portanto, as estrelas podem estar cantando, porém, como o som não se propaga através do vácuo no espaço, ninguém consegue ouvi-las".

plasma solar
Proeminência solar mostra o plasma sendo ejetado da superfície do Sol.
Créditos: NASA / SDO

O Dr. Pasley diz ainda que foi difícil determinar a origem dos sinais acústicos, mas os modelos produzidos geraram resultados que favoreceram essas mudanças no comprimento de onda desse experimento. Situações semelhantes podem ocorrer com o plasma que flui nas estrelas.




É como se o Universo fosse o palco para um grande concerto musical, onde as estrelas estão gerando sons incessantemente, mesmo que ninguém esteja as escutando.

A pesquisa foi financiada pelo Conselho Científico de Pesquisas em Engenharia e Física e pelo Instituto Tata de Pesquisa Fundamental, e publicada no jornal Physical Review Letters.



Fonte: Universidade de York ; DailyGalaxy ; Instituto Tata de Pesquisa Fundamental
Imagens: (capa-ilustração/Richard Cardial / Galeria do Meteorito) / NASA / SDO
25/03/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 comentários:

  1. É como a política brasileira. Os grandes rosnam e ninguém ouve.

    ResponderExcluir
  2. Louvai-o, sol e lua; louvai-o, todas as estrelas luzentes. Salmos 148:3 Quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus jubilavam? Jó 38:7

    ResponderExcluir
  3. Isso me lembrou passagens da Bíblia e também do Silmarillion, quando o Tolkien narra a criação do mundo dele através da música dos ainur... ;)

    ResponderExcluir
  4. Toda a criação louva a Deus! Louvai as estrelas ao Senhor dos exércitos. <3 <3 <3
    A bíblia sempre prevendo há 2000 anos atrás toda a ciência de hoje. <3

    ResponderExcluir