Encontrado um sistema de cinco estrelas, completamente diferente de tudo que já vimos antes

sistema com 5 estrelas
A cada dia, o Universo nos revela algo diferente daquilo que conhecíamos... 



Um sistema de cinco estrelas extremamente raro foi encontrado no espaço, e segundo os astrônomos, trata-se do primeiro do seu tipo. Ele é único por ter dois pares de estrelas em órbita relativamente próximas em torno de um centro comum de gravidade, e uma quinta estrela perto de um dos pares. Enquanto outros sistemas estelares quíntuplos já foram vistos anteriormente, esse é único, pois nuna antes foram observadas estrelas tão próximas.

A descoberta foi apresentada no Encontro Nacional de Astronomia do Reino Unido em Llandudno, País de Gales, e foi feito pelo projeto SuperWASP (Wide Angle Pesquisar Planets), que registra imagens de todo o céu a cada poucos minutos, usando câmeras nas Ilhas Canárias e África do Sul. O sistema de 5 estrelas recebeu o título de 1SWASP J093010.78 + 533.859,5, e está localizado a 250 anos-luz da Terra, na constelação de Ursa Maior.




Duas das estrelas binárias orbitam muito próximas, a uma distância menor do que o diâmetro do Sol, tanto é que elas compartilham suas atmosferas (conhecidas como binárias de contato). O outro par de estrelas estão separadas uma da outra por 3 milhões de quilômetros, e são binárias de eclipse, onde a órbita das estrelas quando vistos da Terra causa trânsito constantes.

Constelação de Ursa Maior vista do Brasil
A constelação da Ursa Maior pertence ao hemisfério norte, porém mesmo estando no hemisfério sul, em algumas regiões
do Brasil próximas da linha do Equador, é possível observá-la no céu noturno em determinadas épocas do ano.
Créditos: STELLARIUM / Galeria do Meteorito         Clique na imagem para ampliar

Estes dois pares que orbitam estão separados por cerca de 21 bilhões de quilômetros, uma distância maior que a órbita de Plutão em torno do nosso Sol, mas os cientistas ficaram surpresos ao encontrar uma quinta estrela a 2 bilhões de quilômetros de um dos grupos. Mais de 80% de todas as estrelas do Universo poderiam ser parte de sistemas binários ou múltiplos, mas este é o primeiro sistema encontrado com essa configuração específica, com duas binárias que orbitam e uma quinta estrela adicional.




Os pesquisadores especulam em seu artigo que as 5 estrelas, apesar de serem menores do que o Sol, podem ter se formado a partir da fragmentação de um único disco grande de poeira e gás. há cerca de 10 bilhões de anos, motivo pelo qual todas as estrelas estão próximas até agora. Os cientistas também não descartaram a possibilidade de que uma ou mais estrelas desse sistema podem ter planetas, que teriam céus muito diferentes daquele temos aqui na Terra, com 5 estrelas no céu.

Tatooine - Guerra nas Estrelas
Cena do filme Guerra nas Estrelas mostra o pôr de sóis do planeta Tatooine, que orbita um sistema estelar binário.
Créditos: divulgação / Star Wars

"Se houvessem habitantes nesses planetas eles veriam um céu de fazer inveja aos criadores dos filmes Guerra nas Estrelas, pois veriam nada menos do que 5 sóis brilhando no céu, com diferentes iluminações e tons, fazendo da paisagem algo extremamente surreal", disse Marcus Lohr, da Universidade de Open. "Os dias teriam variações drásticas nos níveis de luz conforme os eclipses das estrelas aconteciam".




Os pesquisadores continuarão estudando o incrível sistema de cinco estrelas, a fim de entenderem um pouco mais sobre como ele e outros sistemas parecidos surgiram (e ainda surgem) no Universo.



Fonte: NASA / IFLScience
Imagens: (capa-ilustração / Galeria do Meteorito / Richard Cardial) / Star Wars
10/07/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

13 comentários:

  1. O Universo é muito vasto e a cada descoberta se mostra muito fascinante! Excelente matéria como sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Diego Camilo! Ficamos muito contentes com o elogio! Um grande abraço, e seja sempre bem vindo!

      Excluir
  2. Com todo esse mar de coisas por descobrir, tem gente que acha que só existe vida na Terra o o resto do universo é só para enfeite. Não deixa de ser um pensamento medieval.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela reportagem linda!!! Aconselho os adoradores deste site, sou um deles, a leitura do livro "URANIA" - Camille Flammarion, que conta sobre o sonho tido por este astrônomo no séc XVIII. Uma perguntinha: A seção ASTRONOMIA INDÍGENA acabou? Estou com saudades. Um dia terei em minha estante um livro, publicado por vós, sobre as melhores reportagens. Geralmente encantadoras!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu pela dica fora do ar! E muito obrigado pelos seus elogios! Ficamos muito contentes em saber que nosso trabalho lhe agrada dessa maneira! Quem sabe um dia faremos mesmo uma coletânea de algumas das melhores matérias?! É uma grande ideia!

      Sobre o "Especial Constelações Indígenas", ainda poderemos lançar novos episódios no futuro. Estamos tentando reunir informações para novas matérias, mas como você deve imaginar, essas informações são muito difíceis de serem encontradas.

      Um grande abraço fora do ar! E mais uma vez, o nosso MUITO OBRIGADO pelo prestígio, que serve como combustível que impulsiona ainda mais o nosso trabalho! Obrigado!

      Excluir
  4. Acho que antes de descobrir esses mundos tão maravilhosos e´melhor parar um pouco e começar a pensar em como chegar lá e rápido, a nossa amada Terra já esta ficando super lotada e incapaz de sustentar tanta gente! Ou só vão fazer isso as pressas quando ela realmente estiver morta! O ser humano pra quem não sabe tem essa capacidade de esgotar seus recursos como uma praga, e se mudar pra outra área!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bem isso!
      mas no caso dessas outras áreas serem interestelares nossos recursos acabariam muito antes. .. sorte dos outros planetas! rss

      Excluir
    2. Também acho isso, tem mais gente que a Terra pode suportar.Nossa espécie é um parasita, não foi feito pra ter muito de nos no mundo.

      Excluir
    3. Também acho isso, tem mais gente que a Terra pode suportar.Nossa espécie é um parasita, não foi feito pra ter muito de nos no mundo.

      Excluir
  5. Apesar de nunca ter visto um ET, mais acredito sim que a vidas em outros planetas, pois existem muitos planetas que são composto de oxigênio e água.

    ResponderExcluir
  6. Imagina o por e o nascer dos sóis em um possível planeta parecido com a Terra neste sistema? Impossível imaginar, mas seria espetacular, sem dúvidas.

    ResponderExcluir
  7. passa o nome de uma dessas estrelas nao consigo achar
    aqui no estellarium

    ResponderExcluir