Uma 'Super Terra' foi encontrada - a mais próxima já confirmada até agora!

Super Terra mais próxima já encontrada
Além disso, o exoplaneta recém descoberto orbita uma estrela visível a olho nu



Astrônomos relataram a descoberta de um exoplaneta rochoso que se encontra a apenas 21 anos-luz de distância da Terra, sendo o planeta rochoso mais próximo já encontrado fora do Sistema Solar.

O exoplaneta chamado HD 219134b é cerca de 4,5 vezes mais massivo que a Terra, o que o coloca na categoria de "Super Terra". HD 219134b encontra-se muito próximo de sua estrela, completando uma órbita em apenas 3 dias, de modo que sua superfície seja quente demais para abrigar vida como a conhecemos, segundo os pesquisadores.




Além disso, HD 219134b não está sozinho. Os astrônomos encontraram três outros planetas no mesmo sistema, sendo que um deles tem cerca de 2,7 vezes a massa da Terra, e orbita a estrela a cada 6,8 dias. Outro deles é um mundo parecido com Netuno, mas 9 vezes mais massivo do que a Terra, com uma órbita de 47 dias; o terceiro planeta é 62 vezes mais massivo que a Terra e leva 1.190 dias para completar uma volta em torno da estrela mãe.

A estrela hospedeira, por sua vez, é do tipo K, laranja, sendo ligeiramente mais fria e menor do que o Sol. O mais legal é que essa estrela é visível a olho nu em céus muito escuros. A estrela de 5ª magnitude pode ser observada na constelação de Cassiopeia, como mostra a imagem abaixo:

Estrela HD 219134 visível a olho nu
Estrela HD 219134, que hospeda o exoplaneta rochoso mais próximo,
pode ser vista a olho nu, na constelação de Cassiopeia.
Créditos: NASA / JPL-Caltech         Clique na imagem para ampliar

"A maioria dos exoplanetas já descobertos estão a centenas de anos-luz. Mas esse sistema é praticamente um vizinho nosso", disse o co-autor do estudo Lars Buchhave, do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica.




Os astrônomos descobriram o sistema HD 219134 utilizando o instrumento HARPS-Norte, com o telescópio de 3,6 metros chamado Telescopio Nazionale Galileo, nas Ilhas Canárias, Espanha. O instrumento HARPS-Norte detecta planetas pelo método de "velocidade radial", basicamente à procura de pequenas oscilações no movimento das estrela, causadas pela força gravitacional dos planetas que a orbitam. Essa técnica permite que os pesquisadores determinem a massa de um planeta.

Observações adicionais feitas com o Telescópio Espacial Spitzer, da NASA, confirmaram o trânsito do planeta extrassolar HD 219134b, quando ele cruzou a face de sua estrela hospedeira a partir da perspectiva da Terra. Essa medição do Spitzer  permitiu calcular o tamanho do planeta.

Ilustração artística do exoplaneta HD 219134b, o mundo rochoso mais próximo já visto
Ilustração artística do exoplaneta HD 219134b, o planeta extrassolar rochoso mais próximo já encontrado.
Créditos: NASA / JPL-Caltech         Clique na imagem para ampliar

Com o tamanho e a massa conhecida, os pesquisadores calcularam que o exoplaneta HD 219134b tem uma densidade de cerca de 6 gramas por centímetro cúbico, o que revela um planeta rochoso. Os outros planetas desse sistema não foram observados em trânsito, de modo que seus tamanhhos e densidades não puderam ser determinados até o momento.




"Este exoplaneta será um dos mais estudados nas próximas décadas", disse o cientistas do projeto Spitzer, Michael Werner, do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA. Além disso, os cientistas disseram que o planeta extrassolar HD 219134b será um grande alvo para o Telescópio Espacial James Webb da NASA, que será lançado em 2018.

"Tanto o Telescópio Espacial James Webb quanto outros futuros grandes telescópios terrestres deverão examinar esse mundo em detalhes", comentou o autor do estudo Ati Motalebi, do Observatório de Genebra, na Suíça.


Existem planetas extrassolares ainda mais próximos

Apesar de ser o exoplaneta rochoso mais próximo da Terra, HD 219134b não é o exoplaneta mais próximo de todos. Um planeta de composição desconhecida, chamado GJ674b, encontra-se a cerca de 14,8 anos-luz de distância, segundo a NASA.




Em 2012, uma equipe de astrônomos anunciou a descoberta de um planeta rochoso no sistema estelar de Alpha Centauri, que fica a apenas 4,3 anos-luz da Terra. No entanto, este suposto achado continua a ser alvo de debates, e o mistério ainda não foi solucionado.

Os astrônomos também encontraram evidências de cinco planetas, sendo que alguns deles poderiam ser rochosos, orbitando a estrela Tau Ceti, a 11,9 anos-luz de distância, mas também não foram confirmados até o momento.



Fonte: Astronomy & Astrophysics / NASA
Imagens: (capa-ilustração/NASA/JPL-Caltech) / NASA / DSS / JPL-Caltech
31/07/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

9 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Reportagem LINDA! Parabéns a todos do site! Espero que haja descobertas ainda mais próximas de nós e que a humanidade SUBSTITUA fake religions, deus-mentira, armas e desirmandade por mais pesquisas tecnológicas e científicas relevantes. Se TODOS unissem as mãos, parassem de lutar por mentiras fantasiosas e sem sentido, poderíamos descobrir a técnica de buracos de minhoca de einstein-hawking, enviar uma sonda espacial nele e... BEM VINDOS AOS NOVOS MUNDOS!!!!!! Uma perguntinha: Onde vocês conseguem estas imagens de concepção artística tão perfeitas e lindas? Eu queria ter acesso a algumas ou aprender a criar as minhas. Abração. Que descubra-se mais planetas extrassolares!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe pela demora fora do ar! Bom, a maioria dessas imagens são disponibilizadas nas próprias matérias que usamos como base, geralmente NASA, ESA, ESO, etc... algumas outras nos fazemos. Um grande abraço!

      Excluir
  3. Aha, acabo de olhar pela janela e localizar(com dificuldade) essa estrela e me pergunto do porquê que os cientistas não começaram a procurar pelas estrelas mais próximas isso.. mas a resposta vem quase que automática: por que TODOS esperam achar algo de diferente nos confins estelares, algo além do limite observável do nosso campo de visão(no caso, a Terra).

    Gostei muito de ter lido essa matéria, parabéns a equipe 'Galeria do Meteorito' por nos informar tal descoberta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Andrei! Que legal que você conseguiu encontrar essa estrela, isso é fantástico! Parabéns! Muito obrigado mais uma vez. Um grande abraço!

      Excluir
  4. Está a "um pulo" daqui. Uma pena que só pode ficar no campo da observação visual.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. os meus colhões é que estão a um pulo daqui ò elias

      Excluir
  5. só isso 21 anos luz ??. vamos fazer um calculo mediano,= 1 anos luz= 9,4 trilhões de anos na velocidade de 299792458 m/s em 365 dias(um ano)! 21x9,4 = apenas 197,4 trilhões de anos de distancia ...

    ResponderExcluir