Estranhas cicatrizes vermelhas são vistas em Tétis, lua de Saturno, e cientistas ficam sem explicação

cicatrizes vermelhas em Tétis, lua de Saturno
O que poderia causar manchas tão vermelhas na superfície gelada da lua de Saturno?



Se você tentar dar um banho em um gato, provavelmente seu braço vai ficar muito parecido com a superfície de Tétis, lua de Saturno. E foi essa superfície peculiar que os cientistas observaram em Tétis, após a sonda Cassini registrar imagens de sua superfície. Podemos observar longas estrias avermelhadas em sua superfície, que segue ininterrupta pelo terreno montanhoso e esburacado... e sua causa ainda não é conhecida...

manchas vermelhas na lua de Saturno - Tétis
Imagem da missão Cassini mostra estranhas manchas vermelhas na superfície de Tétis, lua de Saturno.
Créditos: NASA / JPL-Caltech / SSI

De acordo com uma nota de imprensa liberada pela NASA, "A origem dos recursos e sua cor avermelhada é atualmente um mistério para os cientistas da missão Cassini. Possibilidades estão sendo estudadas, e incluem idéias de que o material avermelhado seja gelo exposto com impurezas químicas, ou talvez o resultado da liberação de gases internos de Tétis. As estrias também podem estar associadas a fraturas que não foram expostas por conta da resolução da imagem".




As imagens que mostram as estranhas linhas vermelhas foram tiradas pela sonda Cassini durante uma demonstração aérea sobre a lua de 1,062 km de diâmetro, no dia 11 de abril de 2015. As fotos têm uma resolução de cerca de 700 metros por pixel, e foram adquiridas em comprimentos de onda diferentes, como na luz visível verde, infravermelha e ultravioleta, criando uma imagem composta, com cores que nossos olhos não conseguiriam perceber. E foi por conta dessa combinação de níveis de onda + a iluminação solar natural que pudemos ver esses recursos estranhos que nunca tinham sido vistos com tanta definição.

Tétis, lua de Saturno
Mosaico de imagens da lua Tétis, registrada pela sonda Cassini no dia 11 de abril de 2015. A região das
estranhas listras vermelhas é aquela no interior do quadro branco.
Créditos: NASA / JPL-Caltech / SSI

"Os arcos vermelhos foi o que mais chamou a nossa atenção assim que vimos as imagens", disse o cientista da missão Cassini, Paul Schenk, do Instituto Lunar e Planetário em Houston, no Texas, EUA. "É surpreendente o quão grande são essas estrias".




Embora não se sabe qual é a natureza das linhas vermelhas de Tétis, os cientistas acreditam que sua idade seja relativamente jovem em comparação com a superfície ao seu redor.

"Os arcos vermelhos devem ser geologicamente jovens, porque eles atravessam características mais antigas, como as crateras de impacto, mas não sabemos a idade específica", Disse Paul Helfenstein, cientista de imagens da missão Cassini, na Universidade de Cornell. "Se as manchas forem compostas de finas camadas coloridas apenas, a exposição ao ambiente espacial pode apagá-las em escalas de tempo relativamente curtas."

Europa, lua de Júpiter
Europa, lua de Júpiter, e suas estrias. Créditos: NASA / JPL-Caltech
Clique na imagem para ampliar

Esses arcos poderiam ser sinais de um oceano subterrâneo ou de um reservatório de água salgada, como acontece nas listras de Encélado ou de Europa? Ou são evidências de materiais de outras luas de Saturno? Novas observações com a sonda Cassini, que já está a mais de uma década nas mediações de Saturno, estão sendo planejadas para estudar as listras vermelhas de forma mais profunda.




"Estamos planejando observações mais detalhadas sobre um dos arcos vermelhos de Tétis, e quem sabe assim poderemos descobrir a origem e a composição dessas estranhas e incomuns marcas vermelhas de Tétis", disse Linda Spilker, cientista do projeto Cassini no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA. Mas pelo menos até agora, o assunto ainda é um grande mistério...



Fonte: NASA / JPL
Imagens: (capa-NASA / JPL) / JPL-Caltech / NASA / SSI
04/08/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 comentários: