Confirmado: lua de Plutão Caronte abriga crateras e canyons monstruosos

lua de Plutão - Caronte - crateras
Crateras, fendas e canyons parecem tomar conta da superfície de Caronte, a maior lua de Plutão



Enquanto todos os olhos estão em Plutão, a missão New Horizons da NASA também está observando e coletando dados de sua maior lua: Caronte.

Com uma cor totalmente diferente de Plutão, Caronte parece ter sua própria geologia altamente complexa, com grandes crateras e um desfiladeiro espetacular, mais longo e mais profundo do que o famoso Grand Canyon da Terra. Em suma, Caronte prepara-se para ser a segunda arena de descobertas da New Horizons. "Esta é a primeira evidência clara de falhas e rupturas na superfície de Caronte", disse William McKinnon, cientista de investigações geológicas e geofísicas da missão New Horizons, da Universidade de Washington. "A New Horizons transformou nossa visão dessa distante lua de gelo 'sem graça' para um mundo complexo, com todos os tipos de atividade geológica".




O maior abismo em Caronte se assemelha a uma cicatriz profunda, localizada no hemisfério sul  da lua, e sua cratera mais proeminente tem aproximadamente 100 km, e encontra-se perto do polo sul.

Caronte - crateras e abismos
Esse diagrama mostra o polo norte de Caronte, sua região equatorial e o meridiano central.
Créditos: NASA / SwRI / Galeria do Meteorito

As observações feitas pelo LORRI (Imageador de Reconhecimento de Longo Alcance), no dia 11 de julho de 2015, raios brilhantes podem ser vistos em torno da cratera, indicando que o impacto ocorreu há relativamente pouco tempo em escalas de tempo geológicas. Estes raios foram formados quando algum objeto atingiu a superfície de Caronte, e essa grande explosão ejetou material brilhante, e o espalhou na paisagem mais escura da lua.




A equipe da New Horizons está particularmente interessada na escuridão surpreendente da grande cratera, de acordo com um comunicado de imprensa emitido pela agência. Uma teoria diz que quando Caronte foi atingida, o objeto expôs as camadas mais escuras de material gelado abaixo da superfície. Outra possibilidade é que o material no interior da cratera é o mesmo material da superfície da lua, mas que ganhou forma diferente, com grãos maiores, e por isso, reflete menos luz.




De qualquer maneira, essas são apenas teorias preliminares, que poderão ser subtituídas por novas ideias a medida que os cientistas analisam as imagens históricas feitas pela sonda New Horizons, com uma nitidez incrível de Plutão, Caronte, como também das luas Nix, Hidra, Cérbero e Estige.




Apesar da grande aproximação entre New Horizons e Plutão ter acontecido no dia 14 de julho de 2015, especialistas dizem que grande parte dos dados levarão até 16 meses para ser retransmitidos para a Terra, o que deixará os cientistas ocupados por alguns anos. Na verdade, a nossa exploração de Plutão e suas luas está apenas começando!



Fonte: DSpace / NASA
Imagens: (capa-New Horizons / NASA) / NASA / APL / SwRI
15/07/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 comentários:

  1. Parabéns!!!! Fantástico artigo! Por favor, dá para publicar aqui um link que nos leve a várias imagens feitas pela New Horizons? Eu adoraria!!! iria colecioná-las!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado fora do ar! Ficamos curiosos em saber seu nome.... rsrs

      Bom, aqui está o link da galeria de imagens da missão New Horizons!

      http://www.nasa.gov/mission_pages/newhorizons/images/index.html

      As imagens são de tirar o fôlego! Um grande abraço :)

      Excluir