AO VIVO: Asteroide do Dia das Bruxas 2015 TB145 passando próximo da Terra (reprise)

asteroide próximo da Terra ao vivo
Como observar o Asteroide do dia das Bruxas? Onde assistir a transmissão ao vivo? Ele pode colidir com a Terra?


O grande "Asteroide do Dia das Bruxas", oficialmente catalogado como 2015 TB145, está prestes a fazer sua máxima aproximação com a Terra, e claro, você poderá acompanhar esse grande espetáculo em uma transmissão ao vivo aqui em nosso site, uma cortesia do Observatório Slooh!

Descoberto no dia 10 de outubro pelo Pan-STARRS, seu tamanho ainda não foi completamente compreendido, e calcula-se que o objeto tenha entre 280 a 620 metros de diâmetro, sendo que a maioria dos astrônomos estimam cerca de 400 metros. Outro fato que chama a atenção é que ele viaja a uma velocidade muito alta, percorrendo cerca de 35 quilômetros por segundo! Ele é 29 vezes mais rápido do que uma bala de rifle de alta velocidade.




Além do mais, os astrônomos estão um pouco confusos com a natureza desse grande objeto, pois sua alta velocidade é muito comum... em cometas! Isso mesmo: o asteroide do Dia das Bruxas pode na verdade ser um grande cometa... o 'Cometa do Dia das Bruxas'! Mas por enquanto, os astrônomos continuam usando o termo asteroide, uma vez que não há evidências concretas de que o objeto seja na verdade um cometa...

No dia 31 de outubro, o asteroide 2015 TB145 fará sua máxima aproximação com a Terra, e chegará a 480.000 km do nosso planeta, cerca de 1,3 vezes a distância da Lua. E nesse momento, os astrônomos lançarão feixes de ondas de rádio, usando uma antena de 34 metros das instalações da NASA, na Califórnia, e em seguida, os sinais refletidos serão recolhidos pelo telescópio Green Bank nos EUA e pelo Observatório do Arecibo, em Porto Rico. Esse trabalho digno de filme de ficção científica deve revelar detalhes importantíssimos sobre o verdadeiro tamanho do objeto, sua forma, e quem sabe, sua verdadeira identidade! Justamente por isso, todos os olhos e antenas estarão mirados nele durante sua máxima aproximação com a Terra. E é claro que você não vai perder esse espetáculo!


Transmissão ao vivo: máxima aproximação do asteroide 2015 TB145 (reprise)

A transmissão ao vivo do asteroide 2015 TB145 teve início no dia 31 de outubro, às 14h30 pelo horário de verão brasileiro (13h30 nos Estados que não fazem parte do horário de verão, e 16h30 no horário internacional UTC). A reprise já está disponível. Para não perder outros grandes eventos como esse, clique aqui e confirme sua presença em todos eles, assim você recebe um alerta quando estiverem próximos.



Conheça também o site oficial do Projeto Slooh. A cobertura ao vivo teve narração (em inglês) do astrônomo Bob Berman, do anfitrião Paul Cox, além de convidados especiais.


Tradução ao vivo - Galeria do Meteorito (reprise)

Para você não perder nenhum detalhe sobre os comentários feitos pelos astrônomos, o site Galeria do Meteorito ofereceu uma tradução simultânea exclusiva, que foi feita por Richard Cardial. Tivemos comentários importantes sobre o asteroide 2015 TB145 além de informações sobre outros objetos próximos da Terra. A reprise da tradução simultânea já está disponível logo abaixo:



Como encontrar o asteroide no dia 31 de outubro no céu?

Se você possui um telescópio, você pode fazer sua própria observação astronômica do asteroide 2015 TB145 entre os dias 30 e 31 de outubro. Clique aqui para conferir o nosso tutorial.


Perigo? Quais as chances do asteroide 2015 TB145 colidir com a Terra no dia 31 de outubro?

Apesar de ter sido classificado como "Potencialmente Perigoso", durante sua máxima aproximação, que ocorrerá nesse sábado, dia 31 de outubro, o asteroide chegará a 480.000 km da Terra, o que descarta qualquer possibilidade de impacto com o nosso planeta.

A NASA ainda esclarece que "a influência gravitacional do asteroide 2015 TB145 será tão pequena que não sentiremos seus efeitos na Terra, seja nas placas tectônicas ou nas marés... assim como não haverá efeito significativo na Lua."




Por outro lado, se esse asteroide estivesse em rota de colisão com o nosso planeta, não haveria tempo hábil para evitar o impacto. "Um asteroide com esse tamanho seria muito difícil de ser desviado com um alerta de apenas 20 dias", comentou Paul Chodas, diretor do Centro de Estudos de Objetos Próximos da Terra, da NASA. E por ser pelo menos 20 vezes maior do que o Chelyabinsk, poderia causar um impacto catastrófico, mas não de forma global, segundo Paul.

Até onde se sabe, a próxima vez que um objeto de grandes proporções passará próximo da Terra será apenas em agosto de 2027, quando o asteroide 1999 AN10, de 800 metros, passará a apenas 385.000 km do nosso planeta, o que equivale a distância média entre a Terra e a Lua.



Imagens: (capa-ilustração)
Créditos: Slooh
31/10/15

Junte-se a mais de 100 mil apaixonados pelo Universo e
Curta nossa página no Facebook
Você vai adorar!

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

22 comentários:

  1. Rolam As Pedras No Espaço, para Felicidade Geral de Nós Lunáticos, Como é Ótimo termos A Possibilidade de Acompanharmos estes Eventos em Tempo Real. Que Benção !!!!

    ResponderExcluir
  2. O problema é que o asteróide em é que vai sofrer atração gravitacional em relação à Terra, pois a massa da terra é muitíssimo maior... Isso significa que a órbita do asteróide vai ser atraída pela Terra...

    ResponderExcluir
  3. Mais hoje por volta das 19:00 horas visualizamos um clarão no céu aq na vila de carapajo no município de cametá já era esse meteoro? Foi um grande clarão q durou uns 19 a 15 segundos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza não! Ele é muito pequeno e fraco para ser visto a noite sem telescópios aqui da terra.

      Excluir
    2. Simone Alves, provavelmente foi um bólido, que é um tipo de meteoro (fenômeno luminoso que ocorre quando um objeto entra em atrito com a atmosfera). Já a matéria do Galeria do Meteorito esta falando de um asteroide, um corpo celeste. Mas, é difícil dizer se há alguma ligação entre o que você viu e Asteroide do Dia das Bruxas.

      Excluir
    3. Acredito que os senhores irão fazer um vídeo com tal asteroide, e assim vermos o tal asteroide. Sim ou não ????? abçs

      Excluir
  4. tem chances de bater na terra será ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, embora seja tratado como um objeto potencialmente perigoso esta possibilidade já foi descartada, pois passará aproximadamente a uma distância equivalente entre a Terra e a Lua.

      Excluir
  5. fiquei sabendo sobre o saturno que vai da pra ver do brasil ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Saturno fica visível a partir das 18:00h (sem contar com o horário de verão) um pouco depois do pôr do sol. Estará com magnitude de 1.41 e irá se "pôr" a Oeste dependendo de sua localidade. Esses dados que dei é de acordo com meu local de observações, no caso Recife, PE.

      Excluir
    2. Vai dar pra ver o Saturno hoje? Eu não sabia disso.

      Excluir
  6. Foi muito boa esta transmissão, tentarei encontrá-lo através de telescópios hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Luiz Júnior! Um grande abraço e boa sorte nas suas observações :)

      Excluir
  7. Nós podemos controlar algum telescópio do Slooh ?? Como ??? Quanto é ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Samuel! Para saber mais, acesse o site oficial slooh.com

      Um grande abraço!

      Excluir
  8. olá como posso acompanhar a trajetória dele se a tela fica sempre escura e sem referência?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O site GDM elaborou um tutorial de como encontrá-lo caso você tenha um telescópio, dá uma olhada:
      http://www.galeriadometeorito.com/2015/10/como-encontrar-o-asteroide-do-dia-das-bruxas-dia-31-de-outubro.html#.VjT8yLerTIU

      Excluir
  9. Aqui em Teresina, a vida toda faz calor e o céu estrelado, toda vez que tem um eclipse ou asteróide pra ver , aqui se encontra nublado, eh muita onda mesmo. :-/

    ResponderExcluir
  10. Que horas ele vai passa eu esqueci

    ResponderExcluir