Trânsito de Mercúrio 2016: saiba tudo sobre esse raro evento

Transito de Mercurio 2016 - saiba tudo sobre esse evento
Trânsito de Mercúrio 2016: um evento raríssimo acontece no dia 9 de maio! Você sabe como e onde observar? E por que ele acontece?



No dia 9 de maio, observadores da maior parte do globo poderão ver o planeta Mercúrio passar na frente do Sol, um evento raríssimo e magnífico, e um dos maiores eventos astronômicos de 2016 (se não o maior)! O chamado "Trânsito de Mercúrio" ocorre apenas cerca de 13 vezes a cada 100 anos, sendo que o último foi em 2006, e o próximo será apenas em 2019.

A rara passagem de Mercúrio da frente do disco solar será visível parcialmente ou totalmente na maior parte do planeta. Esse raro evento não poderá ser visto a partir do Japão, de partes do leste da Ásia, Oceania e ilhas próximas, e Antártica, de acordo com afirmação feita pela Royal Astronomic Society. Apesar disso, observadores situados nessas regiões poderão assistir o evento ao vivo, aqui em nosso site, uma cortesia do nosso parceiro Observatório Slooh.

Transito de Mercurio 2016 - visibilidade
Mapa de visibilidade do Trânsito de Mercúrio em 09 de maio de 2016.
As áreas cinzas não poderão observar o evento.
Créditos: F. Espenak / EclipseWise

Mercúrio e Vênus são os únicos planetas que se encontram entre a Terra e o Sol, portanto, são os únicos que podem ser vistos transitar na frente do Sol a partir da Terra. Trânsitos também podem ser vistos a partir de outros planetas. Em 2014, a sonda Curiosity da NASA também observou um trânsito de Mercúrio em Marte.


Por que os trânsitos são raros?

Apesar de Mercúrio e Vênus passar entre a Terra e o Sol a cada órbita (sendo que Mercúrio passa entre a Terra e o Sol três vezes por ano), eles não estão exatamente alinhados com a órbita da Terra. Apenas quando a órbita da Terra se alinha perfeitamente com a órbita de Mercúrio ou de Vênus é que podemos avistá-los cruzando o Sol.

Segundo a NASA, são nos meses de Maio e Novembro que ocorrem os trânsitos de Mercúrio (atualmente). É durante esses meses que o plano orbital da Terra se alinha com Mercúrio, mas essa regra pode se alterar após longos períodos. Nos últimos 700 anos, dois-terços dos trânsitos ocorreram em Novembro, quando Mercúrio aparenta apenas 1/194 do tamanho do Sol. Já em Maio, Mercúrio adquire um tamanho um pouco maior no céu, representando 1/158 do disco solar.

Trânsito de Mercúrio
Transito de Mercúrio registrado em Novembro de 2006.
Créditos: Christopher Go

Por conta de seu pequeno tamanho aparente, o trânsito de Mercúrio não pode ser visto a olho nu. A melhor maneira para observar esse fenômeno é projetando o Sol numa folha sulfite, ou utilizando filtros solares adequados, acoplados em telescópios ou até mesmo em binóculos.

ATENÇÃO: olhar para o Sol sem nenhuma proteção pode causar sérios danos à visão. Olhar para o Sol utilizando binóculos ou telescópios sem filtros solares adequados, pode levar a cegueira permanente! Nunca aponte binóculos ou telescópios para o Sol sem um filtro especialmente projetado para essa atividade.





Transmissão ao vivo - Trânsito de Mercúrio 2016

No dia 09 de maio teremos a cobertura completa e em tempo real, mostrando o trânsito de Mercúrio visto a partir de grandes telescópios. Será uma visão espetacular! A transmissão ao vivo está programada para ter início às 08h00 pelo horário de Brasília (11:00 UTC), e acompanhará o evento até o fim. A transmissão será gratuita, e estará disponível aqui em nosso site [clique aqui para ser redirecionado(a) para a transmissão ao vivo do Trânsito de Mercúrio 2016]

Para não perder esse evento, clique aqui e confirme sua presença, assim você recebe um alerta antes de seu início. Curta também a nossa página no Facebook para ter acesso a cobertura completa:




Trânsito de Mercúrio 2016 - os estágios

O Trânsito de Mercúrio pode ser divido em 5 estágios diferentes. Os horários são bem precisos, mas podem variar de acordo com sua localidade em no máximo 2 minutos. Os horários dos estágios foram fornecidos pela Royal Astronomical Society do Canadá, e serão mencionados como BRT (horário de Brasília) e UTC (horário internacional):


  • Contato 1 - tem início às 08:12:19 BRT (11:12:19 UTC), quando o disco de Mercúrio fará o primeiro contato visual com o disco solar. Eles estarão colados visualmente, e Mercúrio começará a entalhar sua forma no disco solar;
  • Contato 2 - tem início às 08:15:31 BRT (11:15:31 UTC), quando todo o disco de Mercúrio estará dentro do disco solar. A partir daí, Mercúrio fará sua travessia ao longo do disco solar;
  • Contato 3 - ocorrerá às 11:57:26 BRT (14:57:26 UTC), quando Mercúrio estará no centro do disco solar;
  • Contato 4 - será às 15:39:14 BRT (18:39:14 UTC), momento em que o disco de Mercúrio tocará na borda do disco solar, rumando para o fim do trânsito;
  • Contato 5 - ocorrerá às 15:42:26 BRT (18:42:26  UTC), quando a última borda de Mercúrio estará desgrudando da borda solar, ou seja, o fim do trânsito.


Diversos observatórios, escolas e universidades farão observações desse belíssimo e raro evento. Busque informações em sua cidade, e verifique a possibilidade de observar esse fenômeno através de telescópios de forma adequada. E claro, não perca a transmissão ao vivo aqui em nosso site.




A primeira observação de um trânsito de Mercúrio ocorreu em 1631, quando o astrônomo francês Pierre Gassendi seguiu as previsões feitas por Johannes Kepler. O primeiro trânsito de Vênus registrado em imagens ocorreu mais tarde, em 1639, e desde então tem atraído a atenção do mundo todo, especialmente de nós, amantes da Astronomia.



Imagens: (capa:ilustração/divulgação) / F. Espenak / EclipseWise / Christopher Go
06/05/16


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

13 comentários:

  1. opa, eu eu vou acompanhar aqui no site. não perco de jeito nenhum. eu vi a chuva de meteoros, valeu a pena ficar acordado, estava frio, as luzes da cidade atrapalharam muito, mas consegui ver bastante, até uns grandes, que deixaram rastros no céu. valeu\o/

    ResponderExcluir
  2. "A melhor maneira para observar esse fenômeno é projetando o Sol numa folha sulfite"
    Não entendi essa parte, como faço pra olhar dessa forma, já que a olho nu não vai ser possível?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pegue um telescopio aponte pro sol vire a ocular pra folha sulfite e pronto vc esta projetando o sol ;)

      Excluir
    2. Ou se vc nao tiver um telescopio pegue uma lupa boa aponte pro sol e vc esta projetando

      Excluir
    3. Não é adequado fazer projeção usando telescópio, devido ao excesso de calor acumulado na superfície óptica. Isso pode danificar o telescópio.

      Excluir
  3. Como faço para projetar o Sol numa folha sulfite, como vocês disseram ? Alguém pode me responder? rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Provavelmente você deve colocar uma lupa na frente do papel, ajustando a distância é possível ver o formato do sol na folha.

      Excluir
  4. A melhor forma de observar esse fenômeno seria fazer uso de filtro solar especifico em combinação com um telescópio. Infelizmente não comprei uma folha de filtro para meu telescópio e não poderei observar dessa maneira. =/

    Mas é possível fazer algumas gambiarras para ver.
    1. Pode-se fazer uma projeção, usando uma lente convergente fixada em uma caixa escura, regulada para dar foco no fundo da caixa e sobre um papel branco. Assim é possível ver o transito completo com segurança.
    2. É possível direcionar ao Sol uma folha de papel cartão com um pequeno orificio no seu centro, e na atrás dessa folha alinhar um outro papel branco - e na distância de foco -, onde a projeção será realizada. Mas esse método, mostrará o Sol bem pequeno, sem a ampliação que se conseguiria usando uma lupa.
    3. É possível também fazer a observação diretamente, usando vidro de mascara de soldador. Ou pode-se usar várias chapas de raio-x empilhadas para conseguir efeito similar.

    MAS ATENÇÃO!!! Muito cuidado com esses dois últimos exemplos de observação direta, pois não é seguro para ser feito por longos períodos, devido a filtragem mal feita dos raios UV que o Sol emite. Veja o horário exato que irá ocorrer o transito de Mercurio, então dê aquela "bizolhada" no Sol usando as chapas de raio-x ou o vidro de soldador por alguns segundos, e NADA ALÉM DISSO!

    Em todo caso, a melhor visão que poderemos ter do transito de Mércurio, é através da transmissão ao vivo que o Galeria do Meteorito irá disponibilizar... caso não tenha um telescópio com filtro especifico para tal...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Belíssimo texto Milton! Super claro, e responde as perguntas feitas por Ana Luiza e Bárbara Christopher Depp sobre como projetar o Sol e observar de forma segura.

      Falta pouco pra esse grande espetáculo! Posso confessar que estou ansioso! Acho que todos estamos. Será lindo!

      Um grande abraço, e um céu sem nuvens pra todos nós!

      Excluir
    2. Valeu. \o/
      Desde o inicio do ano já sabia quando seria esse transito, e até tinha me programado para comprar um filtro. Mas fui deixando para depois e acabei esquecendo. Mas ainda bem que será possível ver pelo site. ^^

      Excluir
  5. Já preparei minha lente de 500mm com uma película de filtro "Thousand Oaks" na minha Canon Rebel T4i.

    ResponderExcluir
  6. eu vi a transmição o ceu aqui ficou nublado :P

    ResponderExcluir
  7. Quem quiser participar de um grupo no whats deixa o numero aqui, vamos compartinhar nossos conhecimentos e teorias.

    ResponderExcluir