O satélite Mayak já está no céu e promete chamar a atenção do mundo

satélite Mayak - como observa-lo
Somente a Lua será mais brilhante que o satélite Mayak no céu noturno!





Em março de 2016, publicamos aqui em nosso site o projeto de um grupo de estudantes da Universidade de Engenharia Mecânica de Moscow, que visava levantar fundos para o lançamento de um satélite em forma de pirâmide feito de material altamente refletivo. Mayak em russo significa "farol", e esse era exatamente seu objetivo: ser como um farol brilhante que chamaria a atenção nos céus noturnos. [veja a matéria sobre Mayak clicando aqui]

O tempo passou, os recursos foram levantados (30 mil dólares), e a equipe russa finalmente lançou o satélite Mayak no dia 14 de julho, através de um foguete Soyuz, no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão.


O satélite Mayak é pequeno, do tamanho de uma caixa de sapatos, mas ele não deve ser menosprezado...



Com seu espelho refletor aberto de 20 metros quadrados (com espessura muito menor do que a de um fio de cabelo), o pequeno satélite russo irá brilhar mais do que qualquer estrela no céu! Na verdade, seu brilho pode ser maior do que o do planeta Vênus!




Você deve estar se perguntando: como e quando ver o brilho de Mayak nos céus? Bem... se você não quiser ficar a mercê da sorte, você precisa verificar quando ele passará na sua região. Além disso, é preciso se atentar ao horário: só será possível ver o satélite Mayak quando ele passar até no máximo duas horas antes no nascer do Sol, ou duas horas após o pôr do Sol, para que o ângulo seja favorável e a luz solar consiga alcançá-lo.




Portanto, fique ligado no rastreamento do satélite Mayak através do site Heavens Above (clique aqui para acessá-lo) e veja quando a estrela russa passará nos céus da sua cidade.

Mayak orbita a Terra a uma altitude de 600 quilômetros, e segundo a equipe de estudantes, o projeto tem 3 grandes objetivos: mostrar que a exploração espacial não está mais confinada apenas aos governos e as grandes empresas especializadas; fazer com que o satélite se torne o objeto mais brilhante do céu noturno, depois da Lua; construir um sistema de frenagem aerodinâmico para satélites, que seria usado para trazê-los de volta para a Terra, sem a necessidade de motores.




Uma réplica do satélite Mayak ficará exposta no Museu de Cosmonáutica de Moscow.



Imagens: (capa-ilustração/Mayak/Universidade de Engenharia Mecânica de Moscow) / Mayak / Roscosmos / divulgação
20/07/17


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTubeTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

13 comentários:

  1. Pelo que vi no rastreamento, acho que a órbita foi programada para passar pela Russia nos horários visíveis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que entendi também, na minha região (RJ) ele não estará visível em nenhum momento este ano. É coisa pra Russo ver.

      Excluir
  2. Não encontrei nenhuma passagem por SP

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia GDM. Pra quem não entendeu: Mayak - Novo Satélite Russo
    Um novo e pequeno satélite acaba de ser lançado, o qual irá abrir um grande refletor que, uma vez em órbita, tem o potencial de se tornar muito brilhante. No momento, temos uma órbita "PROVISÓRIA" do Space-Track e que você pode usar para gerar previsões. Observe que as estimativas de magnitude são possivelmente muito imprecisas até que as observações reais estejam disponíveis.
    ÓRBITA PROVISÓRIA.\o/

    ResponderExcluir
  5. ...verdade. Mais um lixo espacial ocupando a órbita.

    ResponderExcluir
  6. Não acho que seja lixo. É importante existirem satélites que não sejam dos governos.

    ResponderExcluir
  7. Pra quem é de São Paulo Capital e cidades adjascentes, de 17 à 21 de dezembro de 2018 apenas estará visível!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E também de 27 a 31 de dezembro de 2018...

      Excluir