Vida subaquática em Ganimedes? Confirmado o maior oceano do Sistema Solar!

vida em ganimedes? o maior oceano do Sistema Solar
Muito maior do que o oceano da Terra, ele será estudado pela sonda JUICE em breve!


"Acredita-se que o oceano de Ganimedes contenha mais água do que o de Europa", disse Olivier Witasse, cientista e projetista da futura missão JUICE, da Agência Espacial Europeia (ESA). "Seis vezes mais água no oceano de Ganimedes do que no oceano da Terra, e três vezes mais do que em Europa".

Em março de 2016, o Telescópio Espacial Hubble da NASA revelou as melhores evidências de um oceano subterrâneo de água salgada em Ganimedes, a maior lua de Júpiter, que por sua vez, é maior do que Mercúrio e não muito menor do que Marte.

Identificar a água líquida é crucial na busca de mundos habitáveis ​​além da Terra, e consequentemente, pela busca da vida como a conhecemos.



"Esta descoberta é um marco significativo, destacando o que apenas o Hubble consegue fazer", disse John Grunsfeld, administrador assistente da Direção de Missão de Ciência da NASA. "Nos seus 25 anos em órbita, o Hubble fez muitas descobertas científicas em nosso Sistema Solar. Um oceano profundo abaixo da crosta gelada de Ganimedes abre novas possibilidades empolgantes para a vida além da Terra".

Ilustração mostra camadas internas de Ganimedes
Ilustração mostra camadas internas de Ganimedes segundo os cientistas.
Créditos: NASA / ESA         /         Adaptação e Tradução: Galeria do Meteorito

Ganimedes é a maior lua do nosso Sistema Solar e a única que possui seu próprio campo magnético, responsável pela criação de auroras polares (que são faixas de gás eletrificado incandescente e quente que circundam os polos da lua). Por estar muito próximo de Júpiter, Ganimedes também sofre os efeitos de seu potente campo magnético. Ou seja, quando o campo magnético de Júpiter muda, as auroras em Ganimedes também mudam, "balançando" para frente e para trás.




Ganimedes é eclipsado pela lua Europa, que também possui um oceano subterrâneo e será estudada de perto pela missão Europa Clipper em meados de 2020.

Missão a Lua Europa
Ilustração artística de um orbitador em Europa, que possivelmente será enviado em meados de 2020.
Créditos: NASA / JPL-Caltech

As auroras que ocorrem em Ganimedes, detectadas pelo Hubble, revelam oscilações no campo magnético da lua, que são explicadas pelo calor interno causado pela maré de um oceano a centenas de quilômetros abaixo da superfície.

A missão JUICE irá sobrevoar algumas luas geladas a distâncias entre 1000 e 200 quilômetros, e irá orbitar Ganimedes por nove meses.




O orbitador conseguirá distinguir o que é gelo é o que é material rochoso, permitindo a detecção de reservatórios enterrados. "Ver o subsolo dessas luas com o radar será como uma viagem no tempo, o que irá ajudar a determinar a evolução geológica desses mundos enigmáticos", disse Olivier Witasse.

No caminho, a nave espacial fará vários sobrevoos em outra lua que também deve ter um oceano subterrâneo: Calisto. "Nós pensamos que Calisto também abriga um oceano subterrâneo, mas os dados disponíveis não estão claros", disse Olivier Witasse. "O que esperamos fazer é verificar se há um oceano ou não, e se sim, qual sua profundidade".

A agência espacial russa (Roscosmos) está estudando o envio de um pousador que aterrissaria em Ganimedes, e que seria enviado junto com JUICE. Essa missão, chamada Laplace-P, buscaria, sobretudo, indícios de vida em Ganimedes.




Primeiramente, a humanidade se surpreendeu com a exploração lunar e marciana... em seguida, asteroide e cometas foram visitados... agora chegou a vez dos satélites naturais do Sistema Solar, que diga-se de passagem, são (provavelmente) os objetos mais promissores de todo o nosso sistema.


Imagens: (capa-ilustração/DeviantArt/Justtv23) / NASA / ESA / Galeria do Meteorito
06/10/17


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTubeTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

10 comentários:

  1. Legal a matéria, mas de onde vem a informação "Confirmado"? Não vi nenhuma referência de confirmação na matéria. Acho que o que existem são muitas evidências.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. ETA !! Tem que ver pra crer ??? Se eles estudam em a ANOS já é óbvio que isso é possível assim como aqui nessa merda de planeta, então lá E em milhões de outros locais SIM existe Vida água e Vida inteligente Muito mais do que essa nossa que é Vida BURRA nos matando com guerras e intolerância com nossa própria espécie. Não precisa ter vídeo foto basta Ver o tamanho do cosmos que saberá que sim tem água e MUITO mais que nosso cérebro tem A mínima capacidade de entender .

    ResponderExcluir
  4. Muito pouco para uma missão desta importância... ...Aguardar anos para apenas sobrevoar as luas é desperdício de bilhões de dólares... ...Uma pena a roscosmos (Russia) não dispor das mesmas condições financeiras que a NASA... ...Os Russos fariam melhor, trariam mais respostas. Enquanto o mundo corre contra o tempo, a NASA parece fazer as missões por vaidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os russos NUNCA fariam melhor, pois até hoje não conseguiram sequer chegar à Lua, bem aqui ao nosso lado. Isso é conversa de comunista,como sempre, ignorantes e fanatizados, que não conseguem enxergar um palmo diante do próprio nariz.Êta povinho insupoprtável.

      Excluir
  5. Eu entendo que a NASA e outras agencias espacias deveriam deixar Ganimedes viver o seu período Cambriano em paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ignorante, analfabeto e inimigo da ciência e do progresso!

      Excluir
  6. GOSTARIA DE ENTENDER SE NOSSO OCEANO É IGUAL a 3/4 DA TERRA COMO PODE O DE GANIMEDES SER 6X MAIOR SENDO QUE GANIMEDES É MENOR QUE MARTE ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como tem gente igorante nesse nosso mundo! Quando se disse que os oceanos da Terra tem 3/4 da Terra, na verdade, se quiz dizer que os nossos oceanos tem 3/4 da SUPERFICIE do Planeta, não computando a profundidade da crosta terrestre, mais o seu manto e núcleo de ferro, que, conjuntamente, tem mais de 6.000 Km de profundidade até o centro do planeta, não podendo se esquecer que a profundidade máxima dos nosso oceanos (fossa de Mindanao, no oceano Pacífico ) tem apenas 11 Km de profudidade. Haja!!!

      Excluir