Bizarro 'planeta' gigante produz auroras incríveis e deixa os cientistas confusos

bizarro planeta errante produz auroras incriveis
Um "planeta errante", que quase se tornou uma estrela, está intrigando os cientistas - como ele é capaz de produzir tantas auroras?


Um objeto de dimensões planetárias, a 20 anos-luz da Terra, surpreendeu astrônomos com seu campo magnético extremamente poderoso. A pesquisa foi detalhada na revista The Astrophysical Journal.



De acordo com os cientistas, o campo magnético do objeto é pelo menos 200 vezes mais forte do que o de Júpiter, que por sua vez, é entre 16 e 54 vezes mais forte que o da Terra, segundo a NASA. O estranho objeto chamado SIMP J01365663 + 0933473, se tornou um verdadeiro mistério, afinal de contas, como é possível manter um campo magnético tão forte, e gerar auroras polares espetaculares?

"Este objeto é empolgante, porque estudar seus mecanismos de dínamo magnético pode nos dar novas dicas sobre como esses mecanismos poderiam operar em planetas distantes, que estão fora do Sistema Solar", disse Melodie Kao, astrofísica da Universidade Estadual do Arizona




E não é apenas seu mecanismo magnético que está deixando os cientistas com a pulga atrás da orelha. Há muitos outros mistérios sobre o objeto, descoberto pelos cientistas em 2016.


O que é isso?

O objeto é uma anã marrom, ou seja, basicamente uma "estrela fracassada". Anãs marrons são maiores que os planetas, mas não são grandes o suficiente para fundir o hidrogênio e brilhar como as estrelas. Os cientistas acreditam que esse limite (entre planeta e estrela) fica em cerca de 13 vezes a massa de Júpiter.

planeta errante que produz auroras - anã marrom
Ilustração artística da anã marrom errante SIMP J01365663 + 0933473 e suas auroras incríveis.
Créditos: Chuck Carter / NRAO / AUI / NSF / Caltech

Lá no ano de 2016, quando SIMP J01365663 + 0933473 foi detectado, os cientistas acreditavam se tratar de uma gigantesca e velha anã marrom. Mas um estudo mais aprofundado mostrou que, em vez disso, ele é relativamente jovem, com penas 200 milhões de anos. Ele tem cerca de 12,7 vezes a massa de Júpiter - por pouco ele não se tornou uma estrela... Essa pesquisa também mostrou que o estranho "planeta gigante" está sozinho, e não orbita uma estrela.

"Este objeto está exatamente no limite entre um planeta e uma estrela, e está nos dando algumas surpresas que podem nos ajudar a compreender os processos magnéticos em estrelas e planetas", disse Melodie Kao. "Achamos que esses mecanismos podem funcionar não só em anãs marrons, mas também em planetas gigantes e rochosos".




A equipe está particularmente animada com a nova pesquisa porque depende, em parte, de observações de rádio de suas auroras polares - o que significa que os radiotelescópios podem ser capazes de identificar novos planetas através de suas auroras.


Imagens: (capa-ilustração/NRAO) / Chuck Carter / NRAO / AUI / NSF / Caltech
06/08/18


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTube, InstagramTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

14 comentários:

  1. O que religiosos-estagnados chamam erradamente de MUNDO MATERIAL: e cientistas-não-avançados chamam também erradamente de UNIVERSO MATERIAL:

    MACRO SISTEMA ENERGÉTICO ATÔMICO, é: que funciona de forma INTERLIGADA ENERGETICAMENTE, não por primitivos sistemas de fios, mas por intermédio de PULSOS ELETROMAGNÉTICOS ENERGIZADORES, infinitamente mais avançados do que conhecemos: como WI-FI.

    Nas regiões polares captadoras desses PULSOS ELETROMAGNÉTICOS ENERGIZADORES EMITIDOS: sempre ocorrem auroras.

    No NÚCLEO do DISTRIBUIDOR ENERGÉTICO ATÔMICO TERMONUCLEAR que chamam primitivamente de SOL:

    Existe um TRANSFOMADOR ENERGÉTICO ATÔMICO TERMONUCLEAR, que recebe a ENERGIA emitida pela GALÁXIA, transforma e reduz essa ENERGIA, repassando-a também através de PULSOS ELETROMAGNÉTICOS ENERGIZADORES para o TRANSFORMADOR ENERGÉTICO ATÔMICO TERMONUCLEAR que fica no CENTRO: do nosso PLANETA.

    TRANSFORMADOR ENERGÉTICO ATÔMICO TERMONUCLEAR, que por emitir ONDAS DE CALOR em ALTAS TEMPERATURAS, de dentro para fora:

    É chamado erradamente pelos das ciências não avançadas: como NÚCLEO DE FOGO.

    Será que os das ciências-não-avançadas, não acreditam que esses POLOS captem ENERGIA, simplesmente porque eles não veem os CABOS ALIMENTADORES?

    O genialíssimo TESLA: riria de tanto atraso-científico.

    Evoluam cientificamente: acessando DESCOBERTAS CIENTÍFICAS AVANÇADAS.

    ResponderExcluir
  2. Ok José, entendo sua explicação e acho coerente, só não entendi esta parte "transforma e reduz essa ENERGIA, repassando-a (para terra ou "água como queira"), mas essa energia que vem do universo atinge nosso planeta sem ser "reduzida pelo sol". como fica?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O TRANSFORMADOR ENERGÉTICO ATÔMICO TERMONUCLEAR maior que fica no CENTRO do DISTRIBUIDOR ENERGÉTICO ATÔMICO TERMONUCLEAR, que chamam primitivamente de SOL: recebe ENERGIA CÓSMICA emitida pela GALÁXIA, transforma e reduz essa ENERGIA: e repassa para o TRANSFORMADOR ENERGÉTICO ATÔMICO TERMONUCLEAR menor, que fica no CENTRO do nosso PLANETA-H: que chamam erradamente de TERRA.

      Não esquece que o nosso PLANETA-H protegido é: por CAMADAS...

      Excluir
    2. Como tudo que afirmo, não só afirmo como provo!

      Vejam abaixo, artigo científico publicado pelo tão conceituado site, como o GALERIA DO METEORITO também é: que comprova a existência da ENERGIA CÓSMICA.

      https://br.sputniknews.com/ciencia_tecnologia/2018073011838278-piramide-radio-ondas-pesquisa-egito/

      Eu fui um dos primeiros a afirmar que essa POTENTÍSSIMA ENERGIA existia, e que se fosse captada e transformada em energia elétrica, apenas uma pequeníssima fração da mesma "1/10 de ECPI", supriria toda necessidade ENERGÉTICA: do PLANETA.

      Atualmente, auxiliado pelo meu filho, venho me dedicando a DESCOBERTA DE CAPTAÇÃO, TRANSFORMAÇÃO e APROVEITAMENTO: de ENERGIA CÓSMICA "ECPI".

      Como não só DESCOBRI como apresentei diversas provas, que o que chamam erradamente de UNIVERSO MATERIAL ou MUNDO MATERIAL, MACRO SISTEMA ENERGÉTICO ATÔMICO, é: que funciona de forma INTERLIGADA ENERGETICAMENTE, não por primitivos sistemas de fios, mas por intermédio de PULSOS ELETROMAGNÉTICOS ENERGIZADORES, infinitamente mais avançados do que conhecemos, como WI-FI:

      E como no MACRO COSMO ATÔMICO, tudo é movimentado por ENERGIA CÓSMICA:

      Inclusive nosso MACRO MODELO ENERGÉTICO ATÔMICO, que chamam primitivamente de SISTEMA SOLAR:

      Tenho ideia: de como se pode fazer isso.

      Só que eu necessitaria de grande apoio da NASA, ROSCOSMOS e AGÊNCIA ESPACIAL EUROPEIA, inclusive no que concerne também: a logística.

      LABORATÓRIOS, ENGENHEIROS MECÂNICOS, ENGENHEIROS ELETRÔNICOS, ENGENHEIROS QUÍMICOS: e tudo mais.

      CONDIÇÃO INDISPENSÁVEL:

      Que fosse para beneficiar: todos os povos.

      Não só os ESTADOS UNIDOS DA AMÈRICA, RUSSIA e ALEMANHA.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Só uma duvida,se na terra como em Jupiter,as auroras não são produzidas devido aos ventos solares,este objeto produz auroras vindo de onde ja que esta sozinho vagando sem estrelas proximas a ele?????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que religiosos-estagnados chamam erradamente de MUNDO MATERIAL: e cientistas-não-avançados chamam também erradamente de UNIVERSO MATERIAL:

      MACRO SISTEMA ENERGÉTICO ATÔMICO, é: que funciona de forma INTERLIGADA ENERGETICAMENTE, não por primitivos sistemas de fios, mas por intermédio de PULSOS ELETROMAGNÉTICOS ENERGIZADORES, infinitamente mais avançados do que conhecemos: como WI-FI.

      Nas regiões polares captadoras desses PULSOS ELETROMAGNÉTICOS ENERGIZADORES EMITIDOS: sempre ocorrem auroras.

      Não existe nada que compõe o MACRO SISTEMA ENERGÉTICO ATÔMICO, que não seja ALIMENTADO ENERGETICAMENTE: por ENERGIA CÓSMICA.

      Excluir
    2. Boa pergunta Galeria do Meteorito, também gostaria de saber... Por gentileza...

      Excluir
  6. Boa noite. Gostaria de saber se já foram descobertas outros planetas que não orbitam estrela alguma, e quantos. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marlene, boa tarde!

      Sim, existem outros planetas que vagam no espaço. Eles são chamados de "planetas errantes" ou "rogue planets" em inglês. Uma breve busca aqui no site encontrei algumas matérias, veja: https://www.galeriadometeorito.com/search?q=planeta+errante

      Um grande abraço!

      Excluir
    2. Uau, obrigada Galeria do Meteorito! Muito interessante isto!

      Excluir