Ondas mortais de plasma foram descobertas ao redor de lua de Júpiter

ondas mortais de plasma ao redor de Ganimedes - lua de Júpiter
A nova descoberta pode ter vindo a tempo de salvar futuras missões de exploração


Algumas ondas impressionantes e mortais para naves espaciais foram observadas fluindo ao redor da maior lua de Júpiter. O mais incrível? Elas são feitas de plasma! A nova descoberta foi detalhada recentemente na revista Nature Communications.



Plasma é um dos quatro tipos de matéria, e ele é encontrado ao redor de planetas, como o nosso. O plasma é criado quando o gás ionizado se torna eletricamente condutor e pode ser moldado e controlado por campos elétricos e magnéticos, que também existem ao redor da Terra.

A "plasmasfera" da Terra é uma região que contém plasma denso e frio. Quando os campos elétricos e magnéticos da Terra flutuam, eles empurram e puxam as partículas desse plasma, criando ondas. Assim como um vento forte pode criar ondas em um corpo de água, campos elétricos e magnéticos flutuantes podem causar ondas no plasma.




Essas ondas ajudam a equilibrar o número de partículas energéticas próximas à Terra. Elas são conhecidas como "ondas de plasma", e também não são exclusivas da Terra. Outros planetas e objetos que possuem plasma em seu entorno também possuem ondas de plasma. Um tipo de onda de plasma, chamada de "onda de coro", causa a aceleração dos elétrons no plasma. As ondas de coro receberam esse nome porque quando são convertidas em som, elas soam como um coro de pássaros cantando.

diferentes plasmas ao redor de planetas como a Terra
Diferentes tipos de plasma ao redor de planetas como a Terra.
Créditos: NASA's Goddard Space Flight Center / Mary Pat Hrybyk-Keith

Em um novo estudo, uma equipe de cientistas liderada por Yuri Shprits, do Centro Alemão de Pesquisa em Geociências e da Universidade de Potsdam, explorou as ondas do coro em torno de outros planetas e luas do nosso Sistema Solar. Eles descobriram que as ondas do coro ao redor da lua Ganimedes, de Júpiter, são um milhão de vezes mais poderosas do que a média geral.

"É uma observação realmente surpreendente e enigmática, mostrando que uma lua com um campo magnético pode gerar um aumento tremendo no poder das ondas", disse Yuri.




"Ondas de coro foram detectadas ao redor da Terra, mas não são tão fortes quanto as ondas de Júpiter", disse Richard Horne, pesquisador da British Antarctic Survey e co-autor do estudo. "Mesmo que apenas uma pequena parte dessas ondas escape da vizinhança próxima de Ganimedes, elas são capazes de acelerar partículas a intensidades muito altas e, em última análise, produzirão elétrons acelerados dentro do campo magnético de Júpiter."

Entender essas ondas pode ajudar significativamente os cientistas a entender como as partículas são aceleradas e perdidas no espaço, de acordo com o estudo.

O impacto das ondas de coro na Terra pode ser visto facilmente, dependendo de onde você estiver, porque elas são responsáveis ​​pelas famosas auroras polares, vistas predominantemente no Ártico e na Antártica.




Outro fator interessante e muito importante no estudo de plasma é a manutenção e a proteção de naves espaciais, pois as ondas de coro, além de produzir belíssimas auroras, também são capazes de produzir elétrons "assassinos" de alta energia, que podem facilmente danificar naves espaciais.


Imagens: (capa-divulgação) / NASA's Goddard Space Flight Center / Mary Pat Hrybyk-Keith
09/08/18


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTube, InstagramTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários: