Robôs Aranha: o Futuro da Exploração Lunar e Espacial

robos aranha com pernas - spacebit
Os robôs de quatro pernas da Spacebit podem ser o futuro das grandes explorações espaciais


Robôs assustadores que parecem ter saído dos filmes de Hollywood poderão em breve ajudar a explorar as misteriosas cavernas e tubos de lava na Lua, e a primeira missão de teste deve acontecer em 2021.


O CEO da empresa Spacebit, Pavlo Tanasyuk, fez uma aparição no Congresso Astronáutico Internacional, com um grande anúncio: o plano para lançar o primeiro jipe robótico lunar privado do Reino Unido em 2021. Além disso, a empresa firmou uma parceria com o Grupo Regional de federação Internacional de Astronáutica para a América Latina e o Caribe.

Essa é uma grande novidade para a startup que se juntou à corrida de missões com destino à Lua, juntamente com a NASA que deseja colocar humanos na Lua novamente em 2024.




A ideia da Spacebit de lançar robôs com pernas permitiria a exploração em fendas e locais inacessíveis por veículos espaciais tradicionais. Um veículo espacial levaria até oito desses robôs a um ponto específico, e de lá, eles poderiam inciar a exploração na superfície lunar - isso nos lembra aqueles robôs do filme "A Guerra dos Mundos", mas dessa vez, é realidade.

robos spacebit lua

Os robôs deixariam a "nave-mãe" e começariam a exploração utilizando Inteligência Artificial para trazer mais detalhes sobre a história da Lua. "Não temos rodas - temos quatro pernas em vez das rodas - que é um design muito elegante para esse tipo de trabalho", disse Pavlo Tanasyuk na Conferência de Astronáutica Internacional.

A empresa com sede em Londres pretende lançar o primeiro lote desses veículos espaciais juntamente com o módulo de aterrissagem lunar Peregrine da Astrobotic, que está programado para ser lançado em julho de 2021. Uma primeira tentativa de fazer uma exploração diferente, mais dinâmica e com muito mais potencial de exploração.




"Se isso acontecer de acordo com o planejado, o pouso de Peregrine permitirá a Spacebit realizar sua própria exploração e ser a primeira empresa a enviar os primeiros robôs com pernas para explorar outro mundo", disse Pavlo.

Os robôs da Spacebit são construídos sobre uma estrutura em forma de cubo, geralmente utilizada em pequenos satélites. Cada robô pesaria uma média de 1,5 kg. Como comparação, o rover chinês Yutu pesa cerca de 120 kg.


Os robôs terão um custo de 3 milhões de dólares (cada!), e e levarão de seis à 12 meses para serem fabricados (muito mais rápido do que o cronograma para construção de outros rovers de exploração espacial).




Pavlo tem planos de vender essa tecnologia para clientes interessados, como universidades e agências espaciais. Com equipamentos padronizados e componentes prontos para uso, a exploração espacial será mais acessível para que várias entidades tenham a chance de chegar até a Lua. Serão os robôs de quatro pernas os futuros grandes exploradores espaciais?!



Imagens: (capa-Spacebit) / Spacebit / divulgação
07/11/19


Gostou da nossa matéria?
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTube, InstagramTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.

5 comentários:

  1. É a tecnologia ajudando a humanidade a ir em frente!

    ResponderExcluir
  2. Lembram aquelas máquinas de guerra de filmes de ficção científica do século passado.

    ResponderExcluir
  3. Se vão mandar os siris, é porque o pescador não pode ir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque a Lua não está para peixe.

      Excluir
  4. Embora não fossem máquina, lembrou o joguinho Dead Space

    ResponderExcluir