Lua temporária explodiu sobre o Deserto da Austrália criando uma Bola de Fogo nos céus

lua temporaria explodiu na australia
A explosão de um meteoro do tipo bola de fogo no deserto australiano pode ter sido uma pequena lua da Terra super rara, revelam pesquisadores


Às vezes, objetos do espaço se aproximam muito da Terra, mas não são imediatamente atraídos pela gravidade do nosso planeta. Eles geralmente orbitam por um curto período de tempo antes de serem puxados para a atmosfera ou lançados de volta ao espaço. Esses objetos são chamados orbitadores capturados temporariamente (TCOs na sigla em inglês), mas geralmente são chamados de satélites naturais da Terra, satélites temporários, ou até mesmo mini-luas.


Ao examinar os dados da Rede de Meteoros do Deserto da Austrália (DFN) - uma rede de câmeras instaladas na Austrália para capturar imagens de bolas de fogo de mini-luas entrando na atmosfera da Terra - agora os pesquisadores encontrara o que parece ter sido uma bola de fogo produzida pela entrada de uma mini-lua em nossa atmosfera.

Essa é a segunda vez que os pesquisadores identificam um TCO em chamas na atmosfera antes de atingir o solo. Os pesquisadores acreditam que a bola de fogo chamada DN160822_03 pode ter resistido a entrada na atmosfera da Terra e o meteorito pode estar no deserto da Austrália.




Ao estudar a trajetória do objeto, a equipe conseguiu calcular sua órbita em torno do planeta Terra através do seu ângulo de entrada. O meteoro super brilhante ocorreu em 22 de agosto de 2016, mas só agora os resultados foram conclusivos.

Mini Lua no Deserto da Austrália - imagens de 2016 - The Astronomical Journal
Mini Lua no Deserto da Austrália (imagens de 2016).
Créditos: The Astronomical Journal

Essas informações combinadas com os dados de velocidade levaram os pesquisadores a concluir que, muito provavelmente, esse objeto estava orbitando a Terra antes de ser puxado pela gravidade e queimar na atmosfera do nosso planeta.




Ao estudar a trajetória de mini-luas como DN160822_03, os pesquisadores podem entender melhor como evitar colisões com esse tipo de objeto, ou até como estudá-los com sondas no futuro, inclusive quais recursos eles poderiam fornecer.


Os TCOs são uma subpopulação de objetos próximos da Terra (NEOs). O estudo foi publicado na revista Astronomical Journal.




Em 2006, um objeto chamado 2006 RH120, foi visto através de um telescópio circulando o nosso planeta. Esse pequeno asteroide orbitou a Terra por 11 meses antes de ser arremessado novamente para o espaço.

Apenas uma bola de fogo produzida por uma mini-lua foi observada antes. Essa primeira observação aconteceu em 2014, e foi registrada por câmeras de uma rede de observação de meteoros da Europa.



Imagens: (capa-NASA/Robert P. Moreno Jr) / The Astronomical Journal
05/12/19


Gostou da nossa matéria?
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTube, InstagramTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.

2 comentários:

  1. Enquanto cangurus tomam um cagaço após outro, a Parker está virando galinha assada e ninguém aqui escreve o que ela descobriu... OK! MAN AT WORK IS LAND DOWN UNDER, MY BROTHER!

    ResponderExcluir
  2. os caras dizem que todos os meteoros que oferecem perigo de colisão com a terra são monitorados e catalogados, porém uma lua inteira quase cai na terra e ninguém ficou sabendo antes.
    que bosta!

    ResponderExcluir