Galáxia no fim da vida é vista pela primeira vez no Universo

galáxia morrendo - como uma galáxia morre - cientistas observam pela primeira vez

Astrônomos observaram, pela primeira vez, uma galáxia em seus últimos momentos de vida

O início e o fim das galáxias é algo que nossas teorias explicam muito bem, e às vezes até nos esquecemos de como é difícil presenciar tais fenômenos.

Tão difícil que, para termos uma ideIa, nunca tínhamos observado uma galáxia em seus últimos momentos de vida... até agora!


O novo estudo, feito no Observatório ALMA, liderado por Annagrazia Puglisi, e publicado na revista Nature Astronomy mostra uma galáxia em seus últimos momentos de vida.

A principal evidência deste processo de desintegração é algo chamado "Cauda de Maré", uma estrutura que surge após a colisão entre duas galáxias, como se fosse uma "cauda" alongada de estrelas e gás interestelar que se estende em direção ao espaço exterior a partir das bordas da galáxia.


"Fiquei muito entusiasmada ao descobrir uma galáxia tão excepcional! Estava ansiosa para aprender mais sobre este estranho objeto, pois me convenci de que havia aqui uma lição importante sobre a evolução de galáxias distantes", disse Puglisi.

A pesquisa mostra a galáxia ID2299, localizada a cerca de 9 bilhões de anos-luz de distância, que já perdeu quase metade de seu gás de formação estelar para o espaço intergaláctico, através de uma ejeção equivalente a 10 mil sóis por ano!

Ilustração artística da galáxia ID2299
Ilustração artística da galáxia ID2299.
Créditos: ESO / M. Kornmesser

Os pesquisadores estimam que cerca de 46% do gás frio existente na ID2299 já foi ejetado. E como esse material está formando estrelas rapidamente, o gás restante deverá ser consumido em tempo recorde.

Na verdade a descoberta aconteceu por acaso, quando os pesquisadores usavam o Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA) para estudar as propriedades do gás frio em galáxias distantes, e perceberam que a galáxia ID2299 está perdendo uma grande quantidade do gás que formam novas estrelas.

De qualquer forma, embora seja um piscar de olhos na vida de uma galáxia, o material restante ainda pode durar algumas centenas de milhões de anos.


Mas como isso aconteceu afinal? Os pesquisadores sugerem que essa "desintegração" da galáxia ID2299 seja resultado de uma colisão com outra galáxia. Se isso for verdade, a descoberta pode mudar a forma como astrônomos compreendem a evolução desses corpos no Universo, já que a maior parte dos cientistas acreditam que os principais responsáveis pela perda de gás em uma galáxia são os buracos negros.

"Esta é a primeira vez que observamos uma galáxia com formação estelar massiva típica no universo distante prestes a 'morrer' devido a uma ejeção massiva de gás frio," completou Annagrazia Puglisi.

O novo estudo revela evidências de que uma fusão de duas galáxias formou a ID2299 e, por consequência, causou a ejeção do gás frio para o espaço intergaláctico.


"Este fato pode nos levar a rever o que sabemos sobre como 'morrem' as galáxias distantes," disse Emanuele Daddi, co-autor do estudo.

Novos estudos ainda serão necessários para que se possa criar um novo modelo de evolução galáctica que inclua a “morte” desses objetos como resultado de uma colisão.


Imagens: (capa-ESO) / ESO / M. Kornmesser
15/01/2021


Gostou da nossa matéria?
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTube, InstagramTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.

6 comentários:

  1. Olhar para o universo é olhar para o passado, essa galáxia já não existe há bilhares de anos, deve ter se fundido com a outra e formado uma nova galáxia, que só daqui a outros bilhares de anos poderemos vuslumbra-la.

    ResponderExcluir
  2. Nós somos insignificantes perante o universo

    ResponderExcluir
  3. Existe no mundo científico-ainda-a-avançar, principalmente na disputa entre RÚSSIA e EUA, extrema necessidade de autoafirmação científica.

    O mais engraçado de tudo isso, é que quando um descobre a mentirinha do outro... Não só oculta, como passa também a contribuir para que tal mentirinha, se pareça verdade.

    Até antes do dia 10.3.2015, eu acreditava que IURI GAGARIN a bordo do SPUTNIK, havia saído... E reentrado na órbita do nosso PLANETA...

    Que em 1969 que computadores eram menos potentes que simples calculadoras de hoje... NEIL ARMSTRONG a bordo da APOLO 11, havia pisado mesmo no solo do ESTABILIZADOR ENERGÉTICO ATÔMICO que estabiliza a rotação e ciclos das marés do nosso PLANETA, que de tão primitivos os da NASA que ainda chamam erradamente de UNIVERSO MATERIAL o MACRO CORPO ENERGÉTICO ATÔMICO não interligado por primitivos sistemas de fios e sim através de pulsos eletromagnéticos energizadores emitidos... Continuam denominando de LUA.

    Mas na manhã do dia 10.3.2015, que fiquei sabendo da existência da ENERGIA ÚNICA INTELIGÊNCIA INFINITA CRIADORA, a VIDA ETERNA que independentemente de religiões ou crenças todos buscam:

    Percebi que até os meus 54 anos de idade, tudo que havia aprendido por ensinamentos religiosos-estagnados e científicos-não-avançados, estava errado.

    Descobri que a SENHA para destravar qualquer mente bloqueada, chama-se VERDADE...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo; Tem sentido esse teu comentário. Principalmente porque até hoje, ainda não conseguirem colonizar o ESTABILIZADOR ENERGÉTICO ATÔMICO que ESTABILIZA A ROTAÇÃO E CICLOS DAS MARÉS DO NOSSO PLANETA... Que lunáticos não por serem doidos, mas simplesmente por gostarem do TONHO... Mesmo sabendo que um ESTABILIZADOR, é: continuam chamado primitivamente de LUA.

      E o pior de tudo, é que fica o homem do CHARUTÃO DE CANNABIS... Enganando Zé Hospício, dizendo que vai levá-lo para o 4° MACRO ELEMENTO ORITAL do nosso MACRO MODELO ENERGÉTICO ATÔMICO TERMONUCLEAR "MACRO ÁTOMO" (INDEVIDAMENTE NOSSO SISTEMA SOLAR)... Que ele assim como os legionários romanos, ainda chama primitivamente e indevidamente de MARTE DEUS DA GUERRA... Pro Zé que é MINEIRO de BARBACENA, plantar ORA-PRO-NÓBIS... Criar leitão... E fazer torresmos.

      Como tu és inteligente Anônimo! Rs... Rs... Rs...

      Posso ser ter fã?

      Excluir