Incrível! Esse enorme exoplaneta está alterando a vida de sua estrela-mãe

Pesquisadores encontram estrela que está envelhecendo prematuramente por conta de enorme planeta



Um estranho exoplaneta (planeta fora do nosso Sistema Solar) está causando uma mudança curiosa no comportamento de sua estrela hospedeira, de acordo com novos dados do Observatório de Raios-X Chandra da NASA.

Esta descoberta mostra como um planeta massivo pode afetar o comportamento de sua estrela-mãe. A estrela WASP-18, e seu planeta WASP-18b, estão localizados a cerca de 330 anos-luz da Terra, na constelação de Fênix. WASP-18b tem uma massa cerca de 10 vezes a de Júpiter e completa uma órbita em torno de sua estrela em menos de 23 horas, colocando WASP-18b na categoria "Júpiter quente" de exoplanetas.




WASP-18b é o primeiro exemplo conhecido de um planeta que faz com que sua estrela-mãe apresente características de uma estrela mais velha. "WASP-18b é um exoplaneta extremo", disse Ignazio Pillitteri do Istituto Nazionale di Astrofísica (INAF), Osservatorio Astronomico di Palermo, na Itália, líder do estudo. "É um dos mais massivos 'Júpiteres quentes' conhecidos e um dos mais próximo de sua estrela-mãe, e essas características levam a um comportamento inesperado. Este planeta está causando sua estrela-mãe a agir como uma estrela mais antiga".




A equipe de Pillitteri determinou que a estrela WASP-18 tem entre 500 milhões e 2 bilhões de anos. Para se ter uma ideia, o nosso Sol tem cerca de 5 bilhões de anos, e está na metade de sua vida útil.

Ilustração artística de WASP-18 e WASP-18b. Ao lado, imagens reais de observações da estrela WASP-18 através
da luz visível e de raios-x. Créditos: Chandra / NASA

Estrelas mais jovens tendem a ser mais ativas, exibindo fortes campos magnéticos, explosões maiores e emissões de raios-x mais intensas. A atividade magnética e a emissão de raios-X estão ligados à rotação da estrela, que geralmente diminui com a idade. No entanto, quando os astrônomos observaram WASP-18 com o Chandra, ela não parecia emitir raios-x. De acordo com sua idade estabelecida junto com sua atividade estelar, os pesquisadores determinaram que a estrela WASP-18 é cerca de 100 vezes menos ativa do que deveria ser.

Os pesquisadores afirmam que as forças de maré criadas pelo poder gravitacional do planeta pode ter interrompido o campo magnético da estrela. A força do campo magnético depende da quantidade de convecção de uma estrela, ou quão intensamente o gás quente agita o interior da estrela.

"A gravidade desse exoplaneta pode estar causando movimentos de gás no interior da estrela que enfraquece a convecção", disse o co-autor Salvatore Sciortino também do INAF-Observatório Astronómico di Palermo, na Itália. "Isso tem um efeito dominó que resulta no campo magnético cada vez mais fraco e uma estrela que envelhece prematuramente".

O efeito das forças de maré do planeta também pode explicar uma anormal quantidade elevada de lítio encontrada em estudos óticos da estrela. Lítio é geralmente abundante em estrelas mais jovens, e com o passar do tempo, a convecção transporta o lítio para as regiões interiores da estrela, e assim ele é destruído com o passar do tempo através de reações nucleares. Se há menos convecção por conta dos efeitos de maré desse exoplaneta, o lítio circula menos no interior da estrela, permitindo que mais lítio se mantenha por muito mais tempo em seu interior.

O estudo foi publicado na edição da Astronomy e Astrophysics e está disponível online.

Fonte: Chandra Space Observatory / Daily Galaxy / NASA
Imagens: Chandra / NASA
30/09/14

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

5 comentários:

  1. Dessas coisas realmente eu não sabia que realmente poderia ter tanta interação entre o planeta e uma estrela; imagina o tamanho da massa do exoplaneta para cpnseguir isso!

    ResponderExcluir
  2. Cadê a materia,? só vejo propaganda. :(

    ResponderExcluir
  3. Que filho e esse deixa a mae mais velha kkk

    ResponderExcluir
  4. mas esse planeta deixa a estrela mais estável para a vida ou deixa alguma instabilidade capaz de gerar super explosões capazes de varrer atmosferas como observadas em estrelas parecidas com o SOL na companhia de Jupiters Quentes?

    ResponderExcluir
  5. Ainda há muitas coisas a serem desvendadas no céu e acho que os pesquisadores, tem hora que precipitam com suas afirmações em vês de dizer que é só teoria ou então é a página que faz muito sensacionalismo

    ResponderExcluir