Missão Rosetta: o local de pouso no cometa é finalmente revelado

Chamado de "site J", o ponto de aterrissagem será um verdadeiro desafio


A sonda europeia que está ao lado de um cometa no espaço profundo, finalmente encontrou um lugar par pousar depois de uma viagem de 10 anos através do Sistema Solar.

A Agência Espacial Europeia (ESA) revelou nessa segunda-feira (dia 15 de setembro) o local de aterrissagem do pousador Philae no cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko. Os controladores da missão Rosetta selecionaram 5 possíveis locais de desembarque, e dentre os cinco, o escolhido será o chamado "site J". Se tudo correr bem, a sonda vai pousar no cometa no dia 11 de novembro desse ano.




O local de pouso que foi escolhido pelos especialistas da missão não é completamente plano. O terreno é acidentado, há algumas falésias e várias pedras. "Não é uma área perfeitamente plana como nós acreditávamos que seria o local de pouso", comenta Stephan Ulame, gerente do pousador Philae do Centro Aeroespacial DLR.




pousador Philae está a bordo da sonda Rosetta desde seu lançamento. As duas naves viajam juntas pelo espaço, e estão atualmente a cerca de 30 quilômetros do cometa 67P / CG.

Na imagem, veja o "site J", local de pouso definido pela ESA. Créditos: ESA / Rosetta

O "local J" ou "site J", não será chamado dessa maneira pra sempre. A ESA abrirá um concurso público para definir um nome para o local de aterrissagem.

No caso de acontecer qualquer imprevisto, a ESA definiu ainda um plano b, que é uma segunda opção de pouso na superfície do cometa, o chamado "site C".

A zona de pouso principal é uma região ensolarada localizada na "cabeça" do cometa, e fica próxima de uma área que pode se tornar ativa assim que o cometa se aproximar do Sol, o que pode dar ao cientistas uma visão sem precedentes do funcionamento dessas estranhas bolas de gelo espaciais.

Apesar dos controladores da missão terem escolhido o site J como melhor opção de pouso, isso não significa que será uma tarefa fácil colocar Philae na superfície do cometa. O pouso histórico será a primeira aterrissagem controlada na superfície de um cometa já feita em toda história da humanidade. (A nave espacial da NASA, a Deep Impact colidiu propositalmente com um cometa em 2005).

Ilustração artística mostra a sonda Roseta e o pousador Philae indo em direção ao cometa 67P / CG.
Créditos: ESA / Rosetta

Os controladores da missão estuarão ainda mais o local de pouso durante as próximas semanas. O pousador Philae irá estudar a superfície e a composição do cometa, enquanto que a sonda Rosetta farámedições em sua órbita. Rosetta deve viajar com o cometa pelo menos até agosto de 2015, quando o cometa 67P / CG fará sua maior aproximação com o Sol em sua órbita que dura 6,5 anos.

Se tudo correr conforme planejado, a missão Rosetta (que até o momento já custou cerca de 1.3 bilhão de Euros) será a primeira oportunidade de entendermos de fato como funcionam os cometas, essas bolas de gelo que viajam no espaço, e que podem até mesmo, terem sido um dos ingredientes principais para que a vida na Terra se tornasse possível.

A ESA lançou a sonda Rosetta e o pousador Philae em 2004. Ambas viajaram pelo espaço por 10 anos, cruzando 6 bilhões de quilômetros antes de finalmente chegarem em seu (tão esperado) destino: o cometa 67P / CG.

Fonte: Space / ESA
Imagens: ESA / Rosetta
16/09/14

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 comentários:

  1. Se ele é um cometa, então cade a cauda dele?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabriel!

      Bom, a cauda dele não poderia ser vista de tão próximo, como é o caso da sonda que está ao lado dele. Outro fator é que, as caudas dos cometas são "criadas" por conta da sublimação, que é quando a grande bola de gelo sujo se aproxima suficientemente do Sol para que parte desse gelo seja "aquecido" e comece a, então, sublimar, e assim exibir sua bela cauda.

      Mas o cometa 67P / CG ainda não está tão próximo assim do Sol. Mesmo que observássemos ele através de telescópios não veríamos cauda.

      Um grande abraço!

      Excluir
  2. Acho que o texto deveria ser corrigido. A sonda não vai aterrisar, aterrissagem só na Terra. Haverá um POUSO.
    Outro erro, o cometa não é bola de gelo, porque tem nucleo sólido rochoso. Se fosse só gelo nenhum cometa sobreviveria ao orbitar perto do Sol.

    ResponderExcluir