O grande mistério da matéria escura pode finalmente ter sido revelado!

Misteriosos sinais de raios-X foram detectados, e segundo especialistas, parece ser a intrigante matéria escura 


Astrônomos podem finalmente ter detectado um sinal de matéria escura, o material misterioso que os cientistas acreditam que seja responsável pela formação da maior parte do Universo.

Debruçada sobre os dados coletados pela nave Newton XMM da Agência Espacial Europeia, uma equipe de pesquisadores avistou um ponto estranho em emissões de raios-X provenientes de dois corpos celestes diferentes: a galáxia de Andrômeda e o aglomerado de galáxias Perseus.

O sinal não corresponde a qualquer partícula conhecida ou átomo e, portanto, podem ter sido produzidos por matéria escura, disseram os investigadores.




"A distribuição do sinal dentro da galáxia corresponde exatamente ao que nós estávamos esperando da matéria escura, concentrado e intenso no centro de objetos e mais fraco e difuso nas bordas", comenta o co-autor do estudo Oleg Ruchayskiy, da École Polytechnique Fédérale de Lausanne (EPFL), na Suíça.

"Com o objetivo de verificar os achados, em seguida, observamos os dados de nossa própria galáxia, a Via Láctea, e as mesmas observações foram confirmadas", acrescentou o principal autor Alexey Boyarsky, da EPFL e da Universidade de Leiden, na Holanda.

A matéria escura é assim chamada porque ela não absorve nem emite luz e, portanto, não pode ser observada diretamente. Mas os astrônomos sabem que existe matéria escura porque ela interage gravitacionalmente com a matéria "normal" que podemos ver e tocar.

Mapa em 3D da distribuição em larga escala da matéria escura, reconstruído através de medições de lente gravitacional fraca com o Telescópio Espacial Hubble. Créditos: Hubble / Wikimedia commons

E aparentemente, existe uma grande quantidade de matéria escura lá fora. Observações dos movimentos de estrelas e de galáxias sugerem que cerca de 80% de toda matéria no Universo é "escura", que exerce força gravitacional mas não interage com a luz.




Os pesquisadores propuseram uma série de diferentes partículas exóticas como os constituintes da matéria escura, incluindo partículas de interação fraca (WIMPs), axions e neutrinos estéreis, primos hipotéticos de neutrinos "comuns" (partículas confirmadas que se assemelham aos elétrons, mas sem a carga elétrica).

Acredita-se que o decaimento de neutrinos estéreis pode produzir raios-X, de modo que a equipe de pesquisa suspeita que estas podem ser as partículas da matéria escura responsáveis pelo sinal misterioso vindo de Andrômeda e do aglomerado Perseus.



Se os resultados (que serão publicadas na próxima semana na revista Physical Review Letters) forem confirmados, eles podem dar início a uma nova era na Astronomia, segundo membros da equipe de estudos.

"A confirmação desta descoberta pode levar à construção de novos telescópios especialmente concebidos para o estudo dos sinais de partículas de matéria escura", disse Boyarsky. "Vamos saber para onde olhar, a fim de traçar estruturas escuras no espaço, e seremos capazes de entender e reconstruir a formação do Universo".

Você pode ler o jornal online (modo de pré-impressão) no site arXiv: http://arxiv.org/pdf/1402.4119v1.pdf

Fonte: Space / Physical Review Letters
Imagens: (capa-ilustração) / Hubble / NASA / Wikimedia commons
15/12/14

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

10 comentários:

  1. E no fim vão descobrir que matéria escura não é nada além da gravidade de corpos celestes que se movimenta através da quarta dimensão , deixando esses rastros de gravidade de corpos indetectáveis que chamamos de ''matéria escura''.
    Pra mim é o que mais faz sentido...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rastros de gravidade de corpos indetectáveis que chamamos de ''matéria escura''.oloco o cara ja sabe o que é hahahahahaha vai estudar um pouquinho mais sobre o assunto antes de vim aqui escrever essas tolices.Mas ja pra te adiantar o nosso universo é feito de aproximadamente 26.8% de matéria escura eu não chamaria isso de "rastro", logo a energia escura 63.3% só nos resta, 4,9% de matéria bariônica que é a matéria do que somos feitos háaa e tbm todos os tipos de matéria estão se movimentando no tecido do espaço-tempo.

      Excluir
    2. Como a matéria escura seria a gravidade dos planetas se essa matéria desacelera as enormes atrações gravitacionais?

      Excluir
  2. matéria normal, que podemos tocar = matéria barionica.

    ResponderExcluir
  3. Sugiro que no texto acima seja trocada a expressão "decadência de neutrino" por "decaimento de neutrino", e que o autor do texto seja notificado,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela ajuda! O texto já foi corrigido! Abraços!

      Excluir
  4. Não Manjo nada mas acho incrível esse campo de estudo

    ResponderExcluir
  5. é muito simples, é só imaginar o espaço como se o universo fosse o interior do corpo humano. só que como os terraqueos sao ricos eles gastam trilhoes em: eu só acredito vendo.

    ResponderExcluir
  6. pra mim, a matéria escura é o próprio éter que sabe se que existe, mais não se ver, o que voces acha que apoiam os astros no cosmos, se não um oceano invisível de matéria escura...

    ResponderExcluir
  7. eu vim aqui para revelar ao mundo que a materia escura e o reino invisivel de deus avisem a todos!

    ResponderExcluir