O planeta Terra foi eternizado: conheça o disco de ouro que vaga no espaço interestelar

disco de ouro da sonda voyager conteudo da mensagem
Será que alguma civilização extraterrestre vai encontrá-lo?



Quem não é muito antenado no ramo da Astronomia, geralmente não sabe sobre o famoso Voyager Golden Record, que são dois discos idênticos, enviados juntos as sondas Voyager 1 e 2. Esses discos contém mensagens como sons, imagens e documentos que contam um pouco da história do nosso planeta Terra.


Programa Voyager

O Programa Voyager é um projeto de exploração e pesquisa especial norte-americano, iniciado em 1977 com o lançamento de duas missões, a Voyager 1 e a Voyager 2, com o objetivo inicial de estudar os planetas Júpiter e Saturno, e suas respectivas luas. Porém, em 1990, seus objetivos no Sistema Solar foram atingidos, e iniciou-se um programa chamado Missão Interestelar Voyager. Em 2004, a Voyager 1 saiu da heliosfera e entrou numa região chamada Heliosheath (fronteira entre o os limites do Sistema Solar e o espaço interestelar), feito atingido em 2007 pela sonda Voyager 2.

sonda Voyager
Ilustração artística da Sonda Voayager 2. Imagem de Divulgação
Clique para ampliar

Além de serem os únicos equipamento fabricados por seres-humanos a alcançar o espaço interestelar, as sondas Voyager chamam a atenção por algo mais: elas carregam uma mensagem, com o intuito de mostrar à possíveis civilizações extraterrestres que nós existimos!


Voyager Golden Record

As sondas Voyager carregam mensagens idênticas, com o objetivo de serem resgatadas por alguma civilização inteligente. As sondas Pioneer 10 e 11, lançadas alguns anos antes da Voyager, já possuíam mensagens gravadas num disco fonográfico (similar ao de vinil), porém, os discos contidos nas sondas Voyager, chamados de Voyager Golden Record (Disco de Ouro da Voyager) carregam informações de como decifrar as mensagens gravadas, além de 115 fotos e uma variedade de sons do nosso planeta.

golfinhos Voyager Golden Record
Essa imagem de golfinhos pulando está inclusa no conteúdo
da mensagem da Voyager Golden Record.
O conteúdo do famoso disco, que tem 30 centímetros de diâmetro, foi selecionado por um comitê da NASA, liderado por Carl Sagan, da Universidade de Cornell. Eles reuniram 115 imagens e uma variedade de sons como ventos, ondas do mar, trovões, pássaros e baleias, além de incluírem obras musicais de diferentes épocas e culturas.




A mensagem enviada para possíveis civilizações alienígenas também contém saudações em 55 línguas diferentes, incluindo o português, e uma mensagem oficial do então presidente dos Estados Unidos, Jimmy Carter, e do então Secretário Geral das Nações Unidas, Kurt Waldheim.

Por conta de críticas sobre a nudez das figuras humanas nas imagens das sondas Pioneer, a NASA não permitiu que Sagan incluísse uma imagem com homem ou mulher nus, e apenas uma silhueta de um casal humano foi gravada. As 115 imagens foram gravadas de forma analógica, e a maioria do disco foi usado para gravação de áudio analógico, projetado para ser tocado em 16 RPM. O disco possui também a localização do Sistema Solar, com instruções e desenhos das estrelas ao nosso redor, inclusive o espectro emitido pelo nosso Sol.




O disco é feito de cobre e banhado a ouro, acompanhado de agulhas, cartuchos e instruções de uso. Na capa do disco foi incorporado também uma cobertura galvanizada, feita de uma amostra pura do isótopo urânio-238, para que sua idade possa ser calculada por alguma eventual civilização inteligente que encontrá-lo.

disco de ouro Voyager Golden Record
Voyager Golden Record (frente e verso). Créditos: NASA


Explore o disco de ouro da sonda Voyager e seu conteúdo

Ao clicar na imagem abaixo, você será redirecionado a um site que mostra o disco Voyager Golden Record. É possível interagir com seu conteúdo, ao escutar e ver suas imagens. Conheça a famosa mensagem enviada por nós, seres-humanos, para uma possível civilização extraterrestre, com um breve resumo do que é o nosso planeta Terra:

ver o conteúdo do disco de ouro enviado pro espaço na sonda voyager


Aonde as sondas Voyager vão chegar?

A sonda Voyager 1 passou pela órbita de Plutão em 1990, e deixou o Sistema Solar em novembro de 2004, e em maio de 2005, a estava a 14 bilhões de km de distãncia do Sol, viajando a uma velocidade de 3,5 UA (Unidades Astronômicas) por ano (cerca de 61.000 km/h), enquanto que a Voyager 2 estava a 10.5 bilhões de km, a uma velocidade de 3,13 UA por ano (cerca de 53.000 km/h).




Apesar de não terem sido enviadas para uma estrela em específico, dentro de aproximadamente 40.000 anos, a Voyager 1 passará a 1,6 anos-luz da estrela AC+79 3888, na constelação de Ophiucus, e na mesma época, a Voyager 2 passará próximo da estrela Ross 248, na constelação de Andrômeda.

Voyager 1 espaço interestelar mensagem
Ilustração artística mostra a sonda Voyager 1 além dos limites do Sistema Solar.
Créditos: NASA / Voyager

Será que alguma civilização inteligente, super-avançada (ou não) irá encontrar a mensagem enviada por nós? Será que um dia, quando o planeta Terra não mais existir, algum tipo de vida terá consciência de que tudo isso foi real em um determinado período do Universo? Ou será que essa mensagem, com imagens e sons da nossa querida Terra, ficará vagando pela eternidade no espaço interestelar? Na verdade, as duas opções são fascinantes!



Imagens: NASA / Voyager / Galeria do Meteorito
03/02/16

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

20 comentários:

  1. Sempre tive duvida em saber o conteúdo dos discos. Vlw Galeria do Meteorito pela matéria. ;)

    ResponderExcluir
  2. É lindo, louvável e de caráter sublime e erudito... emociona e cativa... MAS... a humanidade... ahhh... humanidade. A civilização alienígena que encontrará a sonda, se é que encontrará, não entenderá como montar o aparato... Desculpe ser pessimista mas planetas vagantes e anãs marrons são comuns e em alguns deles as voyagers poderão cair e não dar em nada tanto entusiasmo de comunicação alien. Ou até poderá ser um planeta habitado por micróbios, seres vivos não-inteligentes ou semi-inteligentes, a ponto das Voyagers, ao cair num deles, tornar-se um contaminante religioso. Ó Deus Voyager! Pois é... Jornada nas Estrelas mostra isso em alguns episódios. Geringonça humana + planeta pré-histórico = religião. Temos entusiasmo, sim. Curiosidade, empolgação. Se quisermos ter sublimidade moral, a ponto de tentar espalhá-la pelo cosmo a bordo de geringonças como as Voyager, antes de tudo, temos que nos modificar aqui na Terra, antes, varrendo deste mundo as religiões, impiedosamente, e as guerras, definitivamente. Se isto acontecer, vamos visitar, pessoalmente, os alvos das Voyager. Pensem nisso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. É mais provavel que as sondas viajem pela eternidade sem cair num planeta ou anã marrom.

      Excluir
    4. se mesmo a colisão entre objetos massivos como estrelas é improvável de se acontecer imagina de um objeto minusculo como esse...
      vai vagar até o fim do universo, se a humanidade um dia evoluir a viagem espacial será recolhida ou por humanos bem intencionados ou por simples coletores de relíquias...

      Excluir
  3. fora do ar. Escreva então para a NASA, sugerindo que eles troquem os cientistas pelos produtores de Hollywood (Guerras nas Estrelas foi foda)? Assim as previsões deles poderão ser mais acertadas.rsrsrsr

    ResponderExcluir
  4. olha eu nao sou muito esperto, mas não consigo imaginar que se algum e.t. achar esse disco eles teriam um toca disco para decodificar o que foi gravado, e mesmo se tivessem jamais saberiam o que aqueles sons significam, ainda pior colocando em varias línguas, e olha que eu acredito em vida inteligente fora da terra, mas isso é demais. É minha humilde opinião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagino que no equipamento já foi um toca disco e ele foi enviado para civilizações com capacidade de entender a mensagem, a fim de que saibam que nós estamos aqui, esse foi o intuito da NASA

      Excluir
  5. A grande besteira foi a saudação em várias línguas. Com certeza os alienígenas não vão entender, mesmo que fosse apenas uma língua. Teria que ter mais imagens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas eles podem estudar o conteúdo (por décadas ou séculos) até entender o significado e reconhecer a diversidade do mundo de onde as sondas vieram.

      Excluir
  6. Será que mandaram junto com os CDs um reprodutor de CD? Os ETs vão entender o que e play?

    ResponderExcluir
  7. o que mais me deixa impressionado é que esses cientistas gravaram essas mensagens e essas coisas todas achando que seres de outra galáxia saberão o que aquilo significa... mensagens em diferentes idiomas, achando que eles possam falar idiomas iguais ou parecidos com os da Terra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles não acham que eles podem falar idiomas parecidos, mas acham que eles podem estudar o conteúdo até que descubram o significado.

      Excluir
  8. Gente, sobre isso que estão falando sobre como vão reconhecer línguas e outras coisas.. eu acho que podem aprender sim.. existem diversas formas de vida impressionantes na terra, uma delas é o Papagaio, que repete tudo e chega a ser irritante as vezes.. :v Se existirem mesmo civilizações Extraterrestres Avançadas, podem ter uma habilidade de conseguir aprender idiomas em pouco tempo, ou quem sabe se forem avançados, criar um Tradutor.

    ResponderExcluir
  9. Pelo amor de Deus. Bom, vamos la. Se uma sonda extraterrestre caisse aqui na terra, com imagem de seres humanoides nós não saberiamos que tal sonda é proveniente de vida inteligente? Se tivesse tmb imagens de seres desconhecidos nós não saberiamos que são animais? Vcs acham que a NASA não trabalharia para decodificar a mensagem? Ah, a linguagem. Será que quando primeiros exploradores encontraram escritas sumerias e egipcias eles ja sabiam decifra-las? Eles aprenderam, inclusive a parte oral.

    ResponderExcluir
  10. Pelo amor de Deus. Bom, vamos la. Se uma sonda extraterrestre caisse aqui na terra, com imagem de seres humanoides nós não saberiamos que tal sonda é proveniente de vida inteligente? Se tivesse tmb imagens de seres desconhecidos nós não saberiamos que são animais? Vcs acham que a NASA não trabalharia para decodificar a mensagem? Ah, a linguagem. Será que quando primeiros exploradores encontraram escritas sumerias e egipcias eles ja sabiam decifra-las? Eles aprenderam, inclusive a parte oral.

    ResponderExcluir
  11. Bom dia a todos. Quanto aos sons prefiro não comentar a jogada de market da NASA; agora com relação a enviar um mapa mostrando de onde a sonda partiu, isso é de arrepiar, pois, a história nos conta o que sempre aconteceu quando uma civilização mais avançada encontrou outra nem tanto...(escravidão). Mas é claro como já conhecemos a personalidade dos ETs dos filmes podemos assegurar que chegarão aqui para nos ajudar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os sons eu não acredito que seja uma jogAada de market da NASA, já o mapa não é nada de mais, afinal, iria contar de onde veio a sonda e é provavel que não tenha nada aqui qd eles viessem investigar (ou as naves vão passar a eternidade pelo espaço).

      Excluir