Qual é o buraco negro mais próximo da Terra?

buraco negro mais próximo da Terra
Quantos buracos negros próximos da Terra já foram encontrados? Eles são perigosos para o nosso planeta?


Você já ouviu aquele ditado que diz que "devemos manter os amigos próximos, e os inimigos ainda mais perto"? Bem, se o "inimigo" é um buraco negro, esse ditado não deve ser levado a sério. Muito pelo contrário. Os buracos negros são uns dos objetos dos quais deveríamos manter a maior distância possível!

Os buracos negros são regiões do espaço onde a matéria é comprimida tão densamente que a única maneira de escapar de seu poder gravitacional é viajando mais rápido do que a luz. E todos nós sabemos que, pelo menos por enquanto, não existe nada que viaje mais rápido do que a luz. Chegar próximo de um buraco negro faria com que seu corpo fosse todo comprimido, chegando a um pequeno grão invisível. Para se ter uma ideia, se o nosso planeta Terra fosse engolido por um buraco negro, ele encolheria e se tornaria tão grande quanto um caroço de azeitona, porém, pesaria o mesmo que antes. Uma azeitona tão densa e pesada que ninguém jamais conseguiria levantar... [o que aconteceria se criássemos um pequeno buraco negro aqui na Terra?]

Ilustração artística de buraco negro - ESA
Ilustração artística de buraco negro. Créditos: ESA

E mesmo que o buraco negro não esteja tão próximo de nós, sua gravidade influencia anos-luz ao seu redor, e seria capaz de causar estragos a planetas e estrelas... e nada pode destruir um buraco negro, pois ele engole tudo! Até mesmo outros buracos negros... Agora que conhecemos o poder aniquilador desses monstros do Universo, logo vem a pergunta...


Qual é o buraco negro mais próximo da Terra?

Primeiramente devemos entender que existem dois tipos de buracos negros: os supermassivos, que estão localizados nos centros das galáxias, e os buracos negros de massa estelar, que são o resultado da morte de estrelas após uma explosão de supernova.

buraco negro central da Via Láctea
Buraco Negro central da Via Láctea, Sgr A*,
no raio-x e infravermelho.
Créditos: NASA / Chandra Observatory
Os buracos negros supermassivos existem em praticamente todas as galáxias, e estão localizados bem no centro delas. A nossa galáxia, a Via Láctea, também possui um buraco negro supermassivo no seu centro, chamado Sagittarius A*, a 27.000 anos-luz da Terra. Existe outro buraco negro supermassivo na região central da galáxia de Andrômeda, a 2.5 milhões de anos-luz.

Ou seja, os buracos negros supermassivos estão bem longe, e não são um problema pra nós. Mas e os buracos negros de massa estelar?

Os buracos negros de massa estelar não emitem radiação, e são completamente invisíveis. Portanto, não há uma maneira fácil de encontrá-los no céu. O que sabemos é que as estrelas localizadas atrás de um buraco negro têm sua luz distorcida...




O buraco negro mais próximo que nós conhecemos é o V616 Monocerotis, também conhecido como V616 Mon. Ele está localizado a cerca de 3.000 anos-luz de distância, e tem entre 9 e 13 vezes a massa do Sol. Sabemos que ele está lá e realmente existe porque V616 Mon faz parte de um sistema binário, e sua estrela companheira gira em torno dele a uma velocidade altíssima.


Quais são os outros buracos negros mais próximos da Terra?

O segundo buraco negro mais próximo da Terra é o famoso Cygnus X-1, que está a cerca de 6.000 anos-luz de distância, e tem cerca de 15 vezes a massa do Sol. Ele também pertence a um sistema binário. O terceiro buraco negro mais próximo da Terra também pertence a um sistema binário.




Provavelmente existem buracos negros ainda mais próximos da Terra do que esses que conhecemos, mas eles ainda não foram descobertos.

Você pode até olhar para o céu fixamente, tentando perceber a distorção de alguma estrela e quem sabe, descobrir um buraco negro bem pertinho de nós, mas isso é praticamente impossível, pois a distorção da luz é muito suave, e muitas vezes só poderia ser detectada através de grandes telescópios e repetidas observações.

No vídeo abaixo podemos ver a distorção do espaço-tempo, e automaticamente da luz das estrelas de fundo, causada por um buraco negro. Na verdade, trata-se de uma animação que simula um buraco negro engolindo outro menor. Confira:


O nosso Sistema Solar  tem pouco mais de 4,5 bilhões de anos, e todos os planetas vêm dando voltas ao redor do Sol ininterruptamente, pois suas órbitas são estáveis. Se algum buraco negro tivesse passado por perto, mesmo que a distâncias gigantescas de dezenas de anos-luz (no caso de buracos negros supermassivos), ele teria desarrumado as órbitas de forma significativa, e a vida provavelmente não estaria prosperando em nosso planeta. E se um buraco negro de massa estelar tivesse passado bem próximo, a menos de 1 ano-luz, também sentiríamos seus efeitos de alguma forma. Seria um local extremamente turbulento...




O nosso Sol não teve a visita de um buraco negro desde que nasceu, e provavelmente não terá... E isso é muito bom para a vida na Terra! Nós, terráqueos, agradecemos!



Imagens: (capa-ilustração/Roscosmos) / ESA / NASA / Chandra Observatory / SXS Lensing
07/06/16


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

13 comentários:

  1. Ponto negativo para Nolan ou liberdade poetica? Gargantua, ilustrado na foto, nunca abrigaria um planeta favorável à vida ou não? Bela materia, essas singularidades são realmente fascinantes, torço para que tenha alguma nessa vizinhança, não muito próximo é claro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é uma questão intrigante. Recentemente alguns cientistas indicaram ser possível que o centro da via láctea também seja um local propicio para abrigar vida, pois mesmo que seja um local mais hostil para a vida, com explosões de super novas muito mais frequentes, ainda assim a densidade de estrelas nessa região - e consequentemente maior número de locais habitaveis -, compensaria esses cataclistas eventuais que poderiam ocorrer, em um ou outro local habitavel.

      Excluir
    2. Perfeito! Quanto maior a densidade de sistemas mais vida, penso q sistemas com um campo magnético forte podem abrigar vida mesmo próximo do Centro galáctico. No entanto acho difícil, como no filme Interestelar, planetas que orbitem o próprio buraco negro, sem nenhuma estrela, sejam favoráveis à vida, não sei sequer se é possível planetas orbitarem buracos negros! Com certeza aqueles que possuem um disco de acreção forte fica mais difícil ainda.
      Ah, a questão do tempo relativo que você colocou em outro comentário é muito interessante, sei que dá um nó na cabeça, mas merece até uma materia neste site. Fica a dica redação!

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Essa é uma questão intrigante que apenas o tempo será capaz de trazer a resposta. Quando vi o filme Interestellar, também achei exagerado aquela ideia de planeta habitável orbitando um buraco negro. Porém se formos analisar bem, a ciência ainda não chegou nem perto de descobrir quais são as condições minimas para a vida surgir.
      Vejamos... uma estrela como o Sol não necessariamente é capaz de gerar vida no seu entorno, embora isso seja um requisito importante entre tantos outros. No caso de um buraco negro, a situação se inverte, mas provavelmente não a nula a possibilidade, pois se existir uma condição muito especifica para um planeta gerar vida enquanto orbita um buraco negro, então mesmo que todos os outros buracos negros do universo não gerem essa condição, ainda assim a condição será válida, pois existe um local que permitiu essa condição. E há buraco negro para tudo quanto é gosto pelo universo. :)
      Abraços ^^

      Excluir
  2. bela matéria! os buracos negros são realmente fascinates e cheios de mistérios! vida longa ao site galeria do meteorito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Diego! Ficamos muito contentes com seu elogio! :)

      Um grande abraço!

      Excluir
  3. Um buraco negro não faria estragos a dezenas de anos-luz só porque é buraco negro

    isso vai depender da massa dele, um buraco negro de 15 vezes a massa do sol a 50 anos luz teria uma influencia gravitacional de outra estrela qualquer na vizinhança solar

    se o sol virasse buraco negro agora mesmo, a terra iria continuar orbitando do mesmo jeito que está agora, o que perceberíamos é a falta de radiação (luz,calor)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá TD 2010!

      De fato, você está correto. Nessa parte do texto que você citou suprimimos a palavra "supermassivo", portanto, já corrigimos, e acrescentamos uma frase pra ficar mais claro.

      Um grande abraço, e obrigado!

      Excluir
  4. Mas dependendo do buraco negro, dezenas de anos luz é muito pouco. Recentemente descobriram um buraco negro orbitando a 200 anos luz do buraco negro central de nossa galáxia. A distãncia aparentemente parece grande mas foi suficiente pra manter os dois buraco negros em órbita um com o outro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagine quantos buracos negros existem em nossa galaxia e nem sabemos. A dificuldade de enxergar esses corpos supermassivos, abre a possibilidade de haver milhares ou milhões deles em nossa galáxia.

      Excluir
  5. Já imaginou se jogássemos o Lixo que produzimos num buraco Negro?

    ResponderExcluir
  6. Queria saber se é verdade que 1 Buraco Negro tamanho Medio pode engolir Estrela. de Distancia de 2 mil anos Luz.
    Eu achei muito. isso eh verdade ?

    ResponderExcluir