Veja como seria ver o Sol dos outros planetas do Sistema Solar

o Sol visto de outros planetas do Sistema Solar
As belíssimas ilustrações de Ron Miller conseguem nos transportar a mundos distantes




Você já se perguntou como o Sol seria visto nos céus de outros planetas do nosso Sistema Solar? Foi justamente essa a inspiração do ilustrador Ron Miller. Ele criou imagens magníficas e super realistas de como seria ver o Sol se estivéssemos em outros planetas, e as imagens surpreendem pela sua acuidade científica.

Provavelmente não precisaremos nos preocupar em criar ilustrações como essas em um futuro distante, quando já estivermos aptos a viajar pelo Universo com mais facilidade, mas enquanto esse momento não chega, podemos vislumbrar as "paisagens" do nosso Sistema Solar com uma realidade impressionante através do trabalho desse talentoso ilustrador!


Mercúrio (57.9 milhões de quilômetros do Sol)
Sol visto de Mercurio
Sendo o planeta mais próximo do Sol, Mercúrio proporcionaria a visão do astro cerca de 3 vezes maior do que vemos aqui na Terra. Devido a proximidade e a ausência de atmosfera, o Sol pareceria ainda mais ofuscante e borrado, emoldurado em um céu escuro como a noite aqui na Terra.





Vênus (108.2 milhões de quilômetros do Sol)
Sol visto de Vênus
Com seu efeito estufa descontrolado, o céu de Vênus é tão impenetrável que mesmo o Sol mal consegue vencê-lo. Mesmo estando cerca de 30% mais próximo do Sol que a Terra, conseguiríamos perceber a presença do Sol por detrás das espessas nuvens ácidas apenas como um brilho difuso, como em um dia nublado aqui na Terra. Caso conseguíssemos avistar o Sol sem nuvens, ele pareceria 50% maior do que na Terra. [Veja como seria viver em Vênus]


Marte (227.9 milhões de quilômetros do Sol)
Sol visto de Marte
Mesmo estando cerca de uma vez e meia mais distante do Sol do que a Terra, Marte ainda apresentaria o Sol de uma forma "reconhecível" para nós terráqueos. Ele pareceria bem menor no céu, mas ainda lembraria muito a visão que nos acostumamos a ver aqui na Terra.





Júpiter (778.5.9 milhões de quilômetros do Sol)
Sol visto de Júpiter
Ron Miller utilizou aqui o ponto de vista de alguém que estivesse na lua Europa de Júpiter, com o gigante encobrindo parcialmente o Sol, que pareceria cinco vezes menor do que estamos acostumados aqui na Terra. O artista conseguiu reproduzir em sua imagem um fenômeno bem peculiar, onde a atmosfera de Júpiter se "acenderia" difusamente em suas bordas, criando uma visão surreal.


Saturno (1.429 bilhões de quilômetros do Sol)
Sol visto de Saturno
Estando nove vezes mas distante do que o nosso planeta, o Sol se pareceria mais com uma grande estrela brilhante nos céus de Saturno. Ainda assim, não seria possível observá-lo sem lentes protetoras. Miller usou nessa imagem o ponto de vista de alguém que estivesse ligeiramente mergulhado na atmosfera de Saturno, com a magnífica visão de suas nuvens e dos anéis do gigante no horizonte. [Veja como seria viver na lua Europa, de Júpiter]


Urano (2.877 bilhões de quilômetros do Sol)
Sol visto de Urano
Nessa distância o Sol já não parece muito majestoso, mas ainda se destaca na escura vastidão do Universo. Ron Miller criou o ponto de vista que veríamos da lua Ariel, com Urano preenchendo a paisagem ao fundo. [Veja como seria viver em Titânia, lua de Urano]


Netuno (4.498 bilhões de quilômetros do Sol)
Sol visto de Netuno
Na perspectiva do artista, o gigante azul é visto de sua lua Tritão, com o Sol neblinado por um geiser do satélite natural de Netuno. [Veja como seria viver em Tritão, lua de Netuno]


Plutão (7.4 bilhões de quilômetros do Sol)
Sol visto de Plutão
No longínquo planeta anão, o Sol no céu seria apenas uma estrela de brilho mais intenso. Na ilustração vemos a lua Caronte preenchendo a magnífica vista que teríamos de Plutão. Uma visão de tirar o fôlego!

E aí? Qual foi a imagem que mais chamou a sua atenção? Não deixe de registrar sua opinião nos comentários!




Imagens: (capa:ilustração) / Ron Miller
13/07/16


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

33 comentários:

  1. a imagem de saturno foi o mais bonito sem duvidas além de que mesmo nas luas, contemplar saturnos e seus anéis e aqueles eclipses deve ser mais bonito do que qualquer outro lugar no sistema solar

    ResponderExcluir
  2. Júpiter, Saturno e Plutão pra mim foram as que mais chamaram a minha atenção

    ResponderExcluir
  3. Plutão e Saturno tem uma vista linda!😃

    ResponderExcluir
  4. Pra mim a imagem de Saturno é deslumbrante

    ResponderExcluir
  5. A vista de Saturno.... Sensacional!!!!

    ResponderExcluir
  6. BELA MATÉRIA, BELO TRABALHO DE RON MILLER. TODOS, SEM EXCEÇÃO. MAS NENHUM SUPERA A VISÃO DE NOSSA ESTRELA VISTA DAQUI DE NOSSA CASA.\o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem observado. Dependendo da paisagem em que estivermos, não existe nada que compara com a Terra.

      Excluir
    2. Concordo plenamente! Mas gostei muito da ilustração de Plutão. Bela Materia

      Excluir
    3. Verdade Mario Farias! O Sol visto da Terra é espetacular... além do mais, temos diversas variações de cores por conta da atmosfera. Saturno chamou nossa atenção, e acredito ter sido justamente por conta de suas nuvens, que lçembram um pouco a visão que temos da Terra. Mas claro, lá ele é bem menorzinho né?! rsrs

      Abraços pessoal! Obrigado!

      Excluir
  7. Sem dúvida nenhuma a visão do Sol de Plutão, é magnífica.

    ResponderExcluir
  8. Sem dúvida nenhuma a visão do Sol de Plutão, é magnífica.

    ResponderExcluir
  9. só tenho uma dúvida, a iluminação seria a mesma nas paisagens dos planetas e satélites, porque a iluminação de plutão parece muito forte pela distancia do sol, naão seria mais escuro, ex. anoitecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei estranho a questão da iluminação. Mércurio por exemplo está mais escuro do que Plutão.
      Por outro lado, mesmo com Jupiter e Saturno há uma distância enorme do Sol (e também da Terra), ainda assim vemos os dois planetas brilhando em destaque no céu noturno terrestre. O que demonstra que a visão pontual que se tem do Sol, lá nas bandas de Saturno, não é suficiente para tornar o planeta escuro.
      Mas essa é uma questão que me intriga bastante. Gostaria de saber como seria ver Plutão através da percepção de nossos olhos, e não através de uma câmera de alta sensibilidade. Será que o dia que a humanidade chegar lá nos confins do sistema solar, precisará de aparelhos de visão noturna para poder caminhar por esses lugares, ou a iluminação solar será suficiente? Eis a questão...

      Excluir
    2. Boa indagação pessoal! Estamos pesquisando sobre isso, e no próximo episódio da série "COMO SERIA VIVER EM OUTROS PLANETAS" falaremos justamente dele, Plutão!

      Grande abraço!

      Excluir
  10. Gostei mais da visão de Saturno. Magnífico! Parece o nascer do Sol aqui na Terra.

    ResponderExcluir
  11. O Doctor Who deveria visitar mais o nosso sistema solar.

    ResponderExcluir
  12. Nao sei as outras, mas Plutao tem Ceu azul, ja publicaram aqui na Galeria uma vez, entao imagino que seria como a terra só q com um sol bem menor

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. A de Saturno é uma visão estupenda!

    ResponderExcluir
  15. Saturno e Plutão com toda certeza!! ❤️

    ResponderExcluir
  16. Realmente, num ponto de vistamais amplo, todas as cenas ilustradas são belas e do ponto de vista real(e claro com um pouco de orgulho nosso) a visão mais linda do universo certamente é daqui,do nosso planeta porque afinal das contas, qual outro sistema estrela planeta lua que forme eclipses onde a relação do tamanho dos astros seja tão proporcional?

    ResponderExcluir
  17. No que diz respeito à Plutão, afinal, em qual especulação acreditar: perspectiva do artista (ausência ou baixíssima atmosfera); ou "revelação bombástica da NASA" (céu azul, tal qual o da nossa Terra)?

    http://www.galeriadometeorito.com/2015/10/nasa-faz-revelacao-bombastica-sobre-plutao.html#.V4pNqPkrLDc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Milson!

      A matéria que você citou também mostra uma ilustração artística, porém com o céu mais azulado. A intensidade das cores dependeria muito da quantidade de detritos e gases em sua atmosfera, o que pode variar com eventuais ejeções (tipo geyseres) ou por conta do posicionamento orbital, caso haja alguma interação gravitacional forte o suficiente para expelir gases presos no subterrâneo.

      A matéria citada, onde o céu é bastante azulado, como na Terra, foi publicada há algum tempo, logo quando a NASA revelou essa informação, porém, sem qualquer ilustração artística. Nós do site Galeria do Meteorito decidimos criar uma ilustração própria, o que claro, pode se tornar defasada ao longo do tempo e de novas descobertas.

      Abraços!

      Excluir
  18. O que é aquela bola redonda vista de plutão?

    ResponderExcluir