Estranho sinal extraterrestre anunciado pelo SETI intriga cientistas

estranho sinal de rádio detectado pleos cientistas
Poderia ser uma tentativa de comunicação de vida inteligente? O que os cientistas dizem sobre o estranho sinal?



Um sinal intenso e estranho, vindo de uma estrela como o Sol, foi detectado pelos astrônomos, que por sua vez, estão tentando descobrir o que ele significa.

Apesar da notícia ter sido divulgada agora, a detecção foi feita há muito tempo, em maio de 2015, através de um rádio telescópio na Rússia, operado pelo Instituo de Busca por Vida Extraterrestre Inteligente (SETI). O sinal, de acordo com o comunicado oficial, parece se originar de HD 164595, um sistema de estrelas situado a cerca de 94 anos-luz da Terra.




Os astrônomos ainda não publicaram um estudo sobre tal detecção, que ainda deve ser discutida no 67° Congresso Internacional de Astronáutica (IAC), em Guadalajara, no México, de acordo com Paul Gilster, do Centauri Dreams.

Rádio Telescópio RATAN-600, localizado na Rússia, responsável pela detecção do estranho sinal de HD 164595.
Créditos: NatGeo

Os astrônomos já sabem que HD 164595 abriga um planeta com massa equivalente ao nosso gigante Netuno, mas que ele orbita sua estrela numa proximidade maior do que aquela que seria ideal para suportar a vida como conhecemos. No entanto, é possível que existam outros mundos ainda não descobertos no sistema, disse o astrônomo Seth Shostak, do Instituto SETI.

Os cientistas responsáveis pela detecção são pesquisadores respeitados, e o sinal, segundo eles, é forte o suficiente para ser distinguido de um ruído aleatório. Além disso, o sinal é consistente com aquilo que poderíamos esperar de uma civilização extraterrestre inteligente, disse Seth. "E se realmente foram alienígenas que enviaram esses sinais, certamente eles são muito mais avançados do que nós", acrescentou.




"Com base nas características do sinal recebido, a hipotética civilização extraterrestre teve que gerar cerca de 100 bilhões de bilhões de watts de energia para lançá-lo em todas as direções. Por outro lado, se a intenção seria de enviar o sinal na direção da Terra (por alguma razão), eles teriam que produzir mais de 1 trilhão de watts", disse Seth. "O primeiro número é centenas de vezes mais intenso do que toda luz solar que incide sobre a Terra. Essa é uma conta de energia muito grande."

O Instituto SETI mirou o Allen Telescope Array (ATA), um sistema de rádio telescópios localizado na Califórnia, EUA, na direção de HD 164595, e novas observações devem ocorrer futuramente. Os astrônomos estão apreensivos com os resultados dessas pesquisas, mas por outro lado, Seth suspeita que há chances do sinal não ter origem em uma civilização avançada.

Allen Telescope Array - SETI
Allen Telescope Array, Califórnia, EUA.         Créditos: SETI

Por exemplo, é possível que seja uma interferência causada por um satélite em órbita da Terra, ou por um objeto mais próximo. Segundo Seth, sua aposta no momento seria alguma interferência que tenha causado o estranho sinal.




Outra possibilidade, muito possível, é que nós nunca saberemos. A equipe responsável pelo rádio telescópio russo já observava o sistema HD 164595 há algum tempo antes de detectar esse estranho sinal. Mais precisamente, eles fizeram 39 observações, e o sinal foi detectado apenas uma única vez. "Se ninguém conseguir detectar esse sinal novamente, é provável que ele se torne mais um grande mistério ao estilo do famoso Sinal Wow, de 1977", disse Seth.




Imagens: (capa-ilustração/divulgação) / NatGeo / SETI
30/08/16


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

31 comentários:

  1. Encontrar sinais extraterrestres é um trabalho inglório, devido a enorme quantidade de barreiras existentes para essa comunicação.
    Fico imaginando quantas civilizações inteligentes, lá fora, estão tentando a mesma coisa que nós. E o que dizer das civilizações que já existiram e desapareceram, sem no entanto terem conseguido encontrar seus pares em outros pontos do universo.
    Seremos capazes de romper essas barreiras impostas pela imensa distância do universo, e transmitir nossos conhecimentos e valores para outras civilizações? Ou então, estaríamos nós fadados ao esquecimento, como muitas outras civilizações já experimentaram?
    O que reconforta saber é que, ainda temos muito tempo pela frente, na história da humanidade, para continuar a sonhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. verdade cara,tem que existir alguma inteligência,pra um lugar tão grande que é o universo

      Excluir
    2. Sem dúvida Thiago. Hoje li uma noticia sobre a descoberta do fóssil mais antigo já encontrado na Terra. Um fóssil de 3,7 bilhões de anos. Se pensarmos que a Terra se formou a 4,5 bilhões de anos, isso significa que as primeiras vidas surgiram em uma Terra ainda muito quente e hostil a vida. E essa descoberta é uma demonstração de que a vida se adapta ao mais variado tipo de ambiente.
      Se levarmos em consideração que o universo tem 100 bilhões de galáxias, com centenas de bilhões de estrelas em cada uma, então qual é a chance de só haver vida inteligente na Terra? É preciso ser absurdamente pessimista para achar que só há vida inteligente aqui.

      Excluir
    3. Creio que tudo isso reforça a ideia da teoria do locha.

      Excluir
  2. Mais um sinal WOW. Provavelmente não foi direcionado para a Terra, por isso vai ser difícil detectar novamente. Pelo menos sabem de onde veio. Isso vai ajudar muito no futuro, quando os outros planetas do sistema forem descobertos. Por que o russos guardaram essa informação por um ano?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez por medo de passar vergonha na comunidade cientifica, com um sinal falso. Provavelmente ficaram esse último ano monitorando a estrela alvo, em busca de mais sinais que reforçassem a ideia de sinal extra terrestre.

      Excluir
  3. Os russos guardaram essa informação até agora pq não passaram pela cabeça q esse sinal poderia ser extraterrestre. Pq existe uma escala de " possível contato extraterrestre" de 0 à 10. E esse sinal fica na posição 2. E então eles resolveram mandar pro SETI pra eles investigarem melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OK, não sabia desse detalhe. Mas acho que eles tentaram desvendar alguma coisa, como não conseguiram em um ano, mandara para o SETI.

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. - não é nada inteligente procurar vida inteligente fora da terra. Se alguém está querendo contato é certo que é para se apropriar dos nossos recursos naturais. Se um dia precisarmos e conseguirmos sair da terra será para buscar água, comida, minerais, etc. Então se alguma civilização extraterrestre chegar aqui, certamente seremos extintos muito mais rápido além de servirmos de comida para ETs entre outras coisas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada disso, o contato com ETs seria mortal para nós e para eles, a nossa constituição provavelmente será muito diferente da deles, além disso, sairíamos da Terra mais por superpopulação do que por minerais e água.
      Tanto nós como outros querem contato -não por ganância, até pq o custo de se locomover pelo espaço estrapola os lucros-, porém, é muito dificil fazer ele ser possível, os ET's podem ser surdos, cegos, ter um sistema totalmente diferente etc.

      Excluir
    2. Verdade Bruno. Se lembrarmos que durante o descobrimento da América, os espanhóis trouxeram doenças desconhecidas para o nosso continente, e que acabou por dizimar um grande numero de nativos; o que dirá então o contato direto entre seres vivos de planetas diferentes.
      E olha que nem estou me referindo à doenças, mas sim aos tipos diferentes de bactérias e microrganismos que, nem nós e nem os ETs, estão preparados.

      Excluir
    3. como se os Aliens não podessem buscar minerais no próprio sistema solar.. a propria lua Europa de jupiter tem mais aguá que a terra, venus,marte,lua etc tem composições semelhantes e é assim com um monte de exoplanetas,exoluas,asteroides.. o nosso planeta seria só mais um, isso tirando os gigantes gasosos

      Excluir
    4. Concordo, se alguém consegue viajar 95 anos-luz, possui conhecimentos científicos muito além do nosso. Conseguem dominar fontes de energia que ainda nem conhecemos. Não viriam aqui comer humanos, nossa bioquímica seria muito diferente. Minerais eles encontram em qualquer parte.

      Excluir
    5. Ah, para completar. Conhecer nossa biologia, geologia, sociologia, antropologia, etc. seria mais importante para eles, assim como para nós também quando conseguirmos contato com outras civilizações.

      Excluir
    6. Para os ET's é mais interessante a busca de informações abduzindo seres humanos, do que explorar as riquezas minerais do nosso planetinha, que é algo fácil de ser encontrado em outros mundos. Quanto a abdução, ela garante a integridade física dos ET's contra patógenos desconhecidos, ao pesquisar humanos em um ambiente controlado, sem no entanto criar um caos planetário por conta de sua presença por essas bandas.

      OBS: Isso é uma brincadeira. Mas uma brincadeira com uma certa pitada de lógica, e também de possibilidade. ( ・ิω・ิ)

      Excluir
    7. - muito esclarecedor. Mas tudo isso tudo seria muito interessante se existisse vida extraterrestre, porque até que seja provado o contrário, estamos sós no universo infinito. Só podemos viver aqui. O meu temor é que quando descobrirem isso, ou quando tiverem certeza disso, pode ser tarde demais para a subsistência da vida na terra.

      Excluir
    8. - muito esclarecedor. Mas tudo isso tudo seria muito interessante se existisse vida extraterrestre, porque até que seja provado o contrário, estamos sós no universo infinito. Só podemos viver aqui. O meu temor é que quando descobrirem isso, ou quando tiverem certeza disso, pode ser tarde demais para a subsistência da vida na terra.

      Excluir
    9. Coice de Mula, nunca será possível provar que estamos sós no universo, o contrário sim é possível.

      Excluir
    10. É impossível estarmos sós no universo. Esses dias descobriram um fóssil de 3,7 bilhões de anos. Uma vida que se formou "apenas" 800 milhões de anos após a formação da Terra. Perceba com isso, como a vida tem capacidade de surgir com facilidade, mesmo em um ambiente extremamente hostil na Terra primitiva.
      Agora multiplique as 100 bilhões de galáxias existentes no universo, com as centenas de bilhões de estrelas presentes em cada uma dessas galáxias. Teremos no final um valor estimado de: 7.000.000.000.000.000.000.000 de estrelas. Seria possível que no meio dessa quantidade incalculável de estrelas e seus respectivos planetas, estejamos sozinhos? Para mim a resposta é não!

      Excluir
    11. - o que eu imagino: é que a soma dos fatores físicos necessários para a formação da vida, como a conhecemos (distância, tamanho da estrela, temperatura, elementos químicos, tamanho e densidade da terra na época remota, combinação de radiações, campo magnético, etc. ), gera um número de probabilidades muito maior do que a própria quantidade de estrelas e planetas do universo, impossibilitando assim, a formação de condições idênticas as da terra.
      O mais difícil é a vida chegar a evoluir, a ponto de desenvolver os organismos que adquiriram consciência, tais como nós.
      Por outro lado, parece palpável acreditar que a vida pode ter se formado em algum momento (ainda que em partículas elementares RNA/DNA), porém devidos àquelas combinações que referi, somados a fatores externos aos sistemas estelares ou planetários (colisões, choques, etc), pode a vida ter sido extinta antes dos hipotéticos seres adquirirem consciência, ou mesmo que a tenham adquirido, não desenvolveram tecnologia para contatar outras formas de vida evoluídas, nem para evitar a própria extinção.
      Entendo que este deveria ser o grande temor dos homens conscientes, o fato de que poderemos nos extinguir, mergulhados numa fantasia de que encontraremos novos mundos, ou que sejamos localizados por outros seres mais evoluídos, sendo que, do jeito que estamos vivendo, na frágil biosfera terrestre, marchamos apressadamente para a nossa própria extinção, pois, tal como na pré-história, ainda defecamos na água em que bebemos, ou será que alguém pode arriscar a dizer que teremos mais 10 mil anos de evolução e civilização??
      É um tema apaixonante. Bem agora, voltemos ao trabalho!!!! Abraço a todos os amigos viajantes cósmicos!!!!

      Excluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Da última vez um "sinal misterioso" foi apenas alguém abrindo a porta do microondas. Segundo a navalha de Occan, você deveria começar a explicar algo aparentemente incomum com a menor das explicações comuns, e se não conseguir explicar desse modo, parte pra próxima explicação comum. Nesse caso, extraterrestres seria a última de centenas ou milhares de possibilidades.

    ResponderExcluir
  8. A Terra é o berço da humanidade. Mas a humanidade não pode ficar para sempre em seu berço. Gostando ou não ela terá que sair para explorar. Isso se chama evoluir.

    ResponderExcluir
  9. Primeiramente encontrar um combustível ou energia para viagens interestelares. Pois com o nosso combustível pra foguetes não seria possível. E segundo e mais importante um material para a nave q suportase o impacto da pueira estelar. No filme depois da terra,os humanos do futuro ja conseguiam dominar o buraco de minhoca (eu acho). Em um futuro distante nossas viagens devem ser assim.

    ResponderExcluir
  10. EU PRESENCIEI UM OVNI BEM DE PERTO....CREIO QUE A NASA ESCONDE A VERDADE .....

    ResponderExcluir
  11. EU PRESENCIEI UM OVNI BEM DE PERTO....CREIO QUE A NASA ESCONDE A VERDADE .....

    ResponderExcluir
  12. Ainda que tivessem recebido o "tal sinal" acho que difilcimente ele seria conhecido do publico geral. O livro de Rupert Matthews - Alien Encounters: True-life Stories of Aliens, Ufos and Other Extra-terrestrial Phenomena , trás alguns relatos incriveis e , até então, desconhecidos do publico em geral.Não há como validar cientificamente eventos os quais não temos controle de quando irá acontecer e que raramente se repetem com a mesma frequencia.
    ...se foi um satélite militar simplesmente está explicado.Do contrário...

    ResponderExcluir
  13. Vao procurar ate ficar careca. So na terra tem gente, e o homem esta acabando com ela.

    ResponderExcluir
  14. Na ciência, não tem como comprovar vida extraterrestre, nem afirmar que não existe.Tudo é hipótese, até agora.


    ResponderExcluir
  15. Na ciência, não tem como comprovar vida extraterrestre, nem afirmar que não existe.Tudo é hipótese, até agora.


    ResponderExcluir