Proxima b se parece mesmo com a Terra? Pode haver vida por lá?

Pode haver vida no exoplaneta proxima b?
Apesar de estar na zona habitável, as coisas podem não ser tão fáceis para Proxima b...



Recentemente foi anunciada a descoberta de Proxima b, um planeta parecido com a Terra, orbitando a estrela mais próxima de nós, chamada Proxima Centauri. Todos os amantes da Astronomia ficaram entusiasmados com o comunicado oficial... mas Proxima b se parece mesmo com a Terra? Quais as chances reais desse planeta abrigar vida?

Os dados do HARPS e do UVES indicam que Proxima b seja 1.3 vezes mais massivo do que a Terra, o que sugere que ele seja rochoso. Ele está a 7.5 milhões de km de sua estrela hospedeira, e completa uma órbita a cada 11.2 dias terrestres. Como resultado, é possível que esse exoplaneta tenha rotação sincronizada, ou seja, está sempre com o mesmo lado virado para a estrela, assim como a Lua está sempre com a mesma face voltada para a Terra.




Mas se Proxima b está tão próximo de sua estrela mãe, porque dizem estar na zona habitável? Bem, isso acontece porque a estrela Proxima Centauri é uma anã vermelha, muito mais fria do que nosso Sol, portanto a zona habitável de Proxima Centauri é diferente, o que a coloca bem mais próxima de sua estrela.


Proxima Centauri e Alpha Centauri
O exoplaneta Proxima b orbita a estrela Proxima Centauri, localizada a 4.2 anos-luz de distância.
O sistema binário de estrelas Alpha Centauri está a 4.3 anos-luz de distância.
Créditos: Digitized Sky Survey 2 Acknowledgement / Davide De Martin / Mahdi Zamani
Clique na imagem para ampliar

Até o momento, os astrônomos ainda não conhecem muitos detalhes sobre o planeta Proxima b, e não está claro se ele seria um bom local para a vida prosperar. Na verdade, existem alguns empecilhos com relação a isso.

Proxima Centauri gera poderosas explosões, portanto o planeta Proxima b deve absorver altas doses de radiação,bem maiores do que a Terra. Também não sabemos se Proxima b possui um campo magnético, o que poderia protegê-lo de toda essa radiação. Outro problema é que, no passado remoto, a radiação emitida pela estrela pode ter ejetado toda a possível atmosfera do exoplaneta, e portanto, acabado com a água líquida em sua superfície.




Mas mesmo com tamanhas adversidades com relação a habitabilidade de Proxima b, os cientistas ainda acreditam que há uma chance de algum tipo de vida prosperar por lá. "Nada disso pode excluir a possibilidade de Proxima b ter uma atmosfera, ou água líquida na superfície", disse Ansgar Reiners, professor do Instituto de Astrofísica da Universidade de Göttingen, na Alemanha.

Comparação de tamanhos - Sol e Proxima Centauri vistos da Terra e de Proxima b
Comparação de tamanhos do Sol visto da Terra e da estrela Proxima Centauri vista de Proxima b.
Apesar da estrela Proxima Centauri ser menor do que nosso Sol,
ela é vista bem maior no céu de seu exoplaneta, por conta de sua proximidade.
Créditos: ESO / G. Coleman

Outro fato é que, acreditava-se que planetas com rotação sincronizada (que orbitam a estrela sempre com o mesmo lado virado pra ela) eram incapazes de ser habitáveis, já que um lado seria insuportavelmente quente enquanto o outro seria congelante. Porém estudos recentes sugerem que esses mundos poderiam ser habitáveis, conforme o vento de sua atmosfera distribui o calor e torna as temperaturas mais amenas.

E se Proxima b for de fato, potencialmente habitável, as formas de vida teriam muito tempo para se adequarem ao clima e evoluírem. Anãs Vermelhas tem uma vida bem mais longa do que estrela iguais ao nosso Sol, e duram por trilhões de anos. Para se ter uma noção, o nosso Sol tem duração estimada de apenas 10 bilhões de anos.




O nosso Sol tem 4,6 bilhões de anos. Proxima Centauri é ligeiramente mais velha, com cerca de 4,9 bilhões de anos, disseram os pesquisadores.

"Proxima Centauri existirá por centenas de milhares de anos, diferente do nosso Sol", disse Artie Hatzes, astrônomo do Observatório de Thuringian State, na Alemanha. "Qualquer tipo de vida nesse planeta poderia continuar evoluindo por muito tempo após o fim do nosso Sol."


Pode haver vida em Proxima b?

Proxima b não "transita", ou passa na frente de sua estrela mãe no nosso ponto de vista, disse o principal autor do estudo, Guillem Anglada-Escude, físico e astrônomo da Universidade Queen Mary, de Londres. Essa característica dificulta qualquer estudo futuro.

Ilustração artística do exoplaneta Proxima b
Ilustração artística da superfície de Proxima b, um exoplaneta potencialmente parecido com a Terra
que orbita a estrela mais próxima do nosso Sol.
Créditos: ESO / M. Kornmesser         Clique na imagem para ampliar

Em 2018, o Telescópio Espacial James Webb, que já custou 8.8 bilhões de dólares, dará início a suas operações, mas suas observações se concentrarão no método de trânsito, o que a princípio não favorece observações de Proxima b. Mas ainda temos uma carta na manga...




Proxima b está perto da Terra o suficiente para que os cientistas sejam capazes de fotografá-lo diretamente. Outro ponto importante é que provavelmente será possível observar o planeta utilizando um telescópio com abertura de 3.5 metros, através de uma tecnologia avançada, como a starlight-blocking coronagraph, que como o próprio nome diz, tem o poder de bloquear a luz da estrela hospedeira e assim, possibilitar a observação direta do exoplaneta. Para termos uma ideia de tamanho, o tão aguardado James Webb tem uma abertura de apenas 2.4 metros.

"Ainda estamos longe por enquanto, mas a tecnologia nos permitirá observá-lo", disse Guillem. "Então poderemos ver o planeta e entender sua atmosfera, o que nos dará a oportunidade de compreendê-lo melhor."



Imagens: (capa-ilustração/ESO) / Digitized Sky Survey 2 Acknowledgement / Davide De Martin / Mahdi Zamani / ESO / G. Coleman / M. Kornmesser
26/08/16


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

13 comentários:

  1. Bacana a matéria, tomara que descubram logo se o planeta tem condições de abrigar vida. E se tiver vida, que eles "lá" deem um alôzinho pra nós. Tomara que nossa tecnologia evolua rápido pra conseguirmos estudar mais a fundo esse nosso vizinho, afinal as comadres de plantão na janela cósmica, são nossos astrônomos. Bom final de semana a todos\o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. se esse planeta é o proxima b onde fica o proxima a , será que lá tb tem o pt e o pmdb e psdb

      Excluir
    2. Próxima A não existe é a estrelas, mas pode existir Próxima C; ou Próxima D

      Excluir
    3. Próxima A não existe é a estrelas, mas pode existir Próxima C; ou Próxima D

      Excluir
  2. Falando em planetas fora do nosso sistema solar, eu me lembrei de um documentário da National Geographic sobre o que poderíamos encontrar no planeta nomeado de Aurélia por coincidência orbita o mesmo tipo de estrela do descoberto recentemente Planeta Gliese. É um documentário muito interessante, pois muito das características desse planeta podem se associar ao Próxima b. Inclusive os dois planetas apresentam a mesma face voltada fixamente pra sua estrela-mãe, fazendo com que um lado fico no escuro e outro na claridade.
    Vale a pena assistir pra quem nunca viu:
    Extraterrestres : Exo Planeta Aurélia (Completo) - https://www.youtube.com/watch?v=WdvNv14q8vk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal esse documentário, muito especulativo, mas mostra que para os biólogos a vida pode ser muito diferente para se adaptar aos mais diversos ambientes.

      Excluir
  3. Na sua foto de comparação do Sol e de Alfa Centauro Próxima, a anã vermelha está maior que o Sol.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá uma lida na legenda, abaixo da foto, que você vai entender. Abraço.

      Excluir
    2. Lucas essa é uma comparação que mostra como a nossa estrela, o sol e a estrela Próxima Centauri são vistas da terra e o planeta Próximo b. Essas proporções são em relação ao tamanho aparente visto dos planetas

      Excluir
  4. Campo Magnético, Atmosfera, radiação, temperatura,água em estado liquido, dióxido de carbono...
    Bom... com muita, muita, muita sorte, pode ser que seja encontrado algum microorganismo, e que não tenha tantas adversidades...
    Vale a pena ficar na torcida, caso seja confirmado esta suposta habitabilidade, seria bom para repensar novos métodos de expansão da raça humana, mais ordenado, sem degradação... Mais humano.

    ResponderExcluir
  5. Vida é uma coisa que a Biologia nem consegue definir ainda. As condições lá podem ser extremas para nós, mas é claro que não para organismos que evoluem em tal ambiente.

    ResponderExcluir
  6. C esta estrela ana veremelha dura trilhoesde anos??? e o universo tem apenas 14 bilhoes de anos. entao essas estrelas devem ser muito velhas.. duram eternamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é verdade, desse ponto de vista, parece que tamo no início do universo .

      Excluir