Tudo sobre o Eclipse Lunar Total de 27 de julho de 2018

eclipse lunar de 27 julho 2018 - saiba tudo
Este será o Eclipse Lunar Total mais longo do século - mas será visível do Brasil?


No dia 27 de julho de 2018, acontece um Eclipse Lunar Total. O mais interessante é que, além desse evento astronômico ser imperdível por si só, esse eclipse lunar de 27 de julho baterá um recorde, sendo o eclipse lunar mais longo do século 21 (de 2001 à 2100).



A totalidade do eclipse lunar de 27 de julho terá duração de 1 hora 42 minutos e 57 segundos. Em contraste, o eclipse lunar mais curto do século ocorreu em 4 de abril de 2015, com duração de 4 minutos e 48 segundos.

Este será o segundo eclipse lunar total desse ano de 2018 - o primeiro ocorreu em 31 de janeiro, cuja totalidade durou 1 hora e 16 minutos.

Então se preparem, pois no dia 27 de julho a Lua estará passando pela sombra projetada pela Terra, e isso irá durar quase 4 horas seguidas!

Colagem feita a partir de fotos do eclipse lunar de 8 de outubro de 2014, em Wisconsin, EUA - Connor Madison
Colagem feita a partir de fotos do eclipse lunar de 8 de outubro de 2014, em Wisconsin, EUA.
Créditos: Connor Madison


Como será o eclipse de 27 de julho?

Como sabemos, a Lua orbita a Terra, e durante sua trajetória acontecem as fases da Lua. Quando a Lua está entre a Terra e o Sol, temos a fase nova, e quando a Terra está entre a Lua e o Sol, temos a Lua Cheia. De tempos em tempos, quando a Terra está entre a Lua e o Sol (Lua Cheia) o nosso planeta projeta sua sombra na superfície da Lua. Isso acontece devido um alinhamento, fazendo com que a Lua Cheia fique escura por alguns minutos.

diferença entre eclipse lunar total e eclipse lunar penumbral
Diferença entre Eclipse Lunar Penumbral e Eclipse Lunar Total.
Créditos: divulgação

Quando a Lua passa apenas pela parte externa da sombra da Terra (penumbra), temos um Eclipse Lunar Penumbral. Já quando a Lua penetra na parte interna e mais escura da sombra (umbra), temos um Eclipse Lunar Total.




No dia 27 de julho de 2018, o Eclipse Lunar será Total, ou seja, a Lua ficará obscurecida pela parte interna e mais escura da Lua.


Transmissão ao vivo do Eclipse Lunar Total de 27 de julho

Como de costume, teremos (aqui em nosso site) a cobertura completa do eclipse lunar total de 27 de julho de 2018, com imagens ao vivo! Fiquem ligados para mais informações a qualquer momento.


O Eclipse Lunar Total de 27 de julho de 2018 poderá ser visto do Brasil?

Sim! Esse eclipse lunar será visível na Europa, África, Ásia, Austrália e América do Sul (incluindo o Brasil). Por outro lado, nosso país não será um dos melhores locais de observação, já que aqui veremos a parte final do eclipse lunar, após o pôr do Sol do dia 27 de julho.

visibilidade do eclipse lunar de 27 de julho 2018
Mapa de visibilidade do Eclipse Lunar Total de 27 de julho 2018.
Créditos: Piruliton / Wikimedia Commons / divulgação

Os australianos também verão uma parte desse eclipse lunar, mas será pouco antes do amanhecer no dia 28 de julho (os estágios iniciais do eclipse).




Por volta da meia-noite pelo horário de Madagascar, o eclipse estará em seu ápice, portanto essa região do mapa será a mais privilegiada, podendo observar o  eclipse lunar total desde o início até seus últimos segundos.


Que horas acontece o Eclipse Lunar Total do dia 27 de julho no Brasil?

O primeiro estágio do eclipse acontece às 14h14 pelo horário de Brasília. A Lua começará a entrar na parte mais escura da sombra da Terra (a umbra) após as 15h24.

A totalidade do eclipse terá início às 16h30, sendo que o ápice acontece às 17h21, indo até às 18h13. Nesse período, a Lua ganha aquela famosa tonalidade alaranjada ou avermelhada.

como será o eclipse lunar total de 27 de julho de 2018
Animação mostra qual será a aparência do Eclipse Lunar Total de 27 de julho de 2018.
Os horários mencionados na animação estão em UTC (horário internacional).
Para converter o horário UTC para o horário de Brasília, basta subtrair 3 horas.
Créditos: Tomruen / Wikimedia Commons / divulgação

Ou seja: no dia 27 de julho, assim que o Sol estiver se pondo á oeste, olhe na direção oposta (leste) e observe a Lua nascer ainda eclipsada pela sombra da Terra.




A partir das 19h19 a Lua já estará fora da sombra mais escura (umbra). Às 20h28, também pelo horário de Brasília, a Lua já estará completamente fora da sombra externa da Terra (penumbra), momento em que se finaliza o eclipse.


Por que esse eclipse terá uma duração tão longa?

Em 2018, a Lua Cheia de julho e o apogeu da Lua (ponto mais distante da Lua com a Terra) acontecem no mesmo dia - 27 de julho de 2018. Por conta disso, a Lua Cheia de julho de 2018 será a menor e mais distante de todo o ano. Esse fenômeno é muitas vezes chamado popularmente de Mini-Lua, que é quando a Lua Cheia está em seu ponto mais distante da Terra.

Diferença de tamanho da Mini Lua e da Super Lua
Diferença de tamanho da Mini Lua (Lua Cheia no apogeu) e da Super Lua (Lua Cheia no perigeu).
Créditos: Ken Lord / divulgação

Por estar aparentemente menor no céu, ela também leva mais tempo para percorrer uma determinada extensão. Assim, a Lua Cheia de 27 de julho de 2018 levará mais tempo para atravessar a sombra da Terra. Por isso que uma Lua no apogeu durante um eclipse lunar faz com que o eclipse seja mais longo. Por outro lado, quando a Lua está no perigeu durante um eclipse (ponto mais próximo com a Terra), o eclipse tem duração mais curta.

O Eclipse Lunar Total mais longo possível é de 1 hora e 47 minutos. O eclipse total mais longo do século passado (século 20, entre 1901 e 2000) ocorreu em 16 de julho de 2000, com duração de 1 hora e 46 minutos. O que permitiu que ele fosse ainda mais longo do que o comum foi o fato da Lua passar quase que perfeitamente pelo centro da sombra da Terra.




A propósito, os eclipses lunares totais super longos de 16 de julho de 2000 e 27 de julho de 2018 pertencem à mesma série de Saros, e são separados por um período de Saros (18.031 anos).


Lua e Marte batendo recorde juntos - 27 de julho de 2018

No dia 27 de julho de 2018, a Lua nos presenteará com o Eclipse Lunar Total mais longo do século. Mas além disso, o planeta Marte também chamará a atenção, pois nessa mesma data, ele estará batendo recorde de brilho e de proximidade com a Terra, sendo visível a olho nu bem ao lado da Lua.

Lua e Marte em 27 de julho de 2018
Além do Eclipse Lunar Total e da máxima aproximação de Marte em 27 de julho de 2018,
teremos ainda uma belíssima conjunção entre Lua e Marte durante toda a noite.
Créditos: STELLARIUM         /         Edição: Galeria do Meteorito

Marte estará tão brilhante que qualquer pessoa irá identificar seu brilho alaranjado nos céus, o que o colocará como o segundo objeto mais brilhante do céu noturno, perdendo apenas para a Lua.




Marte estará tão brilhante como não esteve nos últimos 15 anos! Uma noite como essa não acontece todo ano... agora só nos resta torcer para que os céus estejam limpos e sem nuvens, permitindo uma observação agradável e memorável, tão rara quanto esses dois eventos.


Imagens: (capa-divulgação) / Connor Madison / Piruliton / Wikimedia Commons / Tomruen / divulgação / Ken Lord / STELLARIUM / Galeria do Meteorito
12/07/18


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTube, InstagramTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

5 comentários:

  1. E por falar em Marte,hoje ele está muito brilhante no céu.Algumas pessoas teimaram me dizendo que era um balão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho notado isto nas últimas noites. Ele está ficando cada vez mais visível e intenso. Este futuro eclipse será indubitavelmente formidável.

      Excluir
  2. Quem possuir telescópio de médio e longo alcance aproveitem para observar tanto a Lua quanto o planeta Marte! Afinal a gente não TER a está mesma oportunidade tão cedo!! Abraços pessoal...

    ResponderExcluir
  3. Quem possuir um telescópio de média e longa distância aproveitem para observar não só o eclipse Lunar más também o planeta Marte por estar bem próximo da Terra!! Afinal não saberemos qual será a próxima oportunidade que teremos de presenciar tal fato! Abraços pessoal.

    ResponderExcluir
  4. aqui a visibilidade vai ser razoavelmente boa

    ResponderExcluir