Asteroide 2021 SG Veio da Direção do Sol - 4x maior que Chelyabinsk!

asteroide 2021 SG veio da direção do Sol

Um asteroide com potencial de destruir uma cidade passou despercebido nessa semana - saiba mais sobre o asteroide 2021 SG

No dia 17 de Setembro, astrônomos do Observatório Palomar, na Califórnia, EUA, descobriram um asteroide de 68 metros de diâmetro passando próximo da Terra. Observações posteriores, no entanto, mostraram que o asteroide não estava se aproximando do nosso planeta, mas sim se distanciando: ele havia feito um encontro íntimo com a Terra, passando mais próximo do que a Lua.


O asteroide intitulado 2021 SG tem cerca de quatro vezes o diâmetro do asteroide de Chelyabinsk, que explodiu na Rússia em 15 de fevereiro de 2013, deixando mais de 1.200 pessoas feridas. A explosão do asteroide de Chelyabinsk gerou uma onda de choque que estilhaçou vidraças, disparou alarmes e derrubou pessoas que caminhavam pela cidade. O asteroide 2021 SG tinha o poder de fazer muito mais do que o asteroide de Chelyabinsk, mas por sorte, ele passou a cerca da metade da distância da Lua.


Por que não descobrimos antes?

A descoberta do asteroide 2021 SG aconteceu em cima da hora! Ou melhor dizendo, um pouco atrasada, já que sua máxima aproximação com a Terra já havia acontecido.

Utilizando um telescópio de 1,2 metro de diâmetro do Observatório Palomar, na Califórnia, os astrônomos o avistaram em 17 de setembro, e nós só não conseguimos detectá-lo antes do encontro com a Terra porque ele veio da direção do Sol.

Observatório Palomar
Observatório Palomar, Califórnia, EUA.
Créditos: divulgação

Análises de sua órbita mostram que o asteroide 2021 SG esteve em seu ponto de maior aproximação com a Terra em 16 de setembro de 2021 às 20:28 UTC (17:28 pelo horário de Brasília) passando a 244.990 quilômetros da Terra, o equivalente a 0,6 vezes a distância da Lua.


O asteroide 2021 SG era perigoso

O diâmetro do asteroide 2021 SG foi estimado entre 42 e 94 metros - com uma média de 68 metros. Isso é quatro vezes maior que o asteroide de Chelyabinsk, e suficiente para destruir toda uma cidade.


Se tivesse entrado em nossa atmosfera, 2021 SG produziria uma imensa e muito impressionante bola de fogo. E além de grande, o asteroide 2021 SG também é muito rápido, pois viaja numa velocidade de aproximadamente 85,7 km/h - ou 23,8 quilômetros por segundo!

Durante sua máxima aproximação ocorrida no último dia 16 de setembro, o asteroide 2021 SG esteve mais próximo do Canadá e da Groenlândia. 

Órbita do asteroide 2021 SG
Órbita do asteroide 2021 SG em comparação com a órbita dos planetas rochosos.
Créditos: NASA / SBDB

Sua órbita mostra que o asteroide 2021 SG é do tipo Apollo, e que ele leva 27 meses terrestres para completar uma volta em torno do Sol. Durante o afélio (máximo distanciamento do Sol), ele vai mais longe do que a órbita de Marte, porém, durante o periélio (ponto de maior aproximação com o Sol), ele chega tão próximo quanto Mercúrio.


Asteroides durante o amanhecer - um verdadeiro risco

No momento os astrônomos não conseguem detectar asteroides que se encontram muito perto do Sol. Mas isso deve mudar...


A NASA está desenvolvendo um telescópio infravermelho chamado Near-Earth Object Surveyor Space Telescope, ou simplesmente "NEO Surveyor". Espera-se que este telescópio tenha capacidade de descobrir pelo menos 90% dos asteroides com mais de 140 metros.

Este telescópio se já tivesse em operação em 2013, teria possivelmente detectado o asteroide de Chelyabinsk, assim como o asteroide 2021 SG. Ou, se não tivesse detectado, pelo menos teríamos uma chance maior de descobri-los antes da máxima aproximação, e assim, percebendo uma possibilidade real de impacto, evacuar o local de impacto e tomar as medidas necessárias para diminuição de danos e mortes.


Com mais telescópios em operação, podemos nos sentir cada vez mais seguros. Mas vale lembrar que, quando um asteroide se aproxima da Terra, da direção do Sol, devemos contar principalmente com a sorte. Pelo menos por enquanto...



Imagens: (capa-STELLARIUM) / NASA / SBDB / divulgação
21/09/2021


Gostou da nossa matéria?
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTube, InstagramTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.

2 comentários: