AO VIVO: explosão extraordinária ilumina galáxia do hemisfério sul, possível Supernova ASASSN-14ha (reprise)






Neste momento, uma súbita explosão tomou conta da galáxia NGC 1566 e está brilhando para os observadores do hemisfério sul! Uma candidata a Supernova do tipo II foi observada, e é claro, você poderá assistir aqui mesmo em nosso site a cobertura ao vivo que mostrará essa grandioso evento!

As supernovas são os eventos mais violentos que acontecem no Universo. A galáxia NGC 1566 é uma galáxia espiral não muito distante da Via Láctea. Segundo observações preliminares, uma estrela localizada próximo do centro da galáxia acaba de explodir. Essa possível explosão é algo incomum, afinal, a maioria das Supernovas do tipo II ocorrem nos braços espirais de suas galáxias.




Este ponto de luz brilhante aparece perto do bojo central da galáxia, e foi descoberto há apenas uma semana pela pesquisa de supernovas All Sky Automated Survey (ASASSN), o que dá a essa possível Supernova o apelido de ASASSN-14ha.



Até o momento, não é possível afirmar com certeza qual é o tipo de evento observado, mas provavelmente trata-se de uma explosão de Supernova. As "Supernovas" ganharam esse nome porque nos tempos mais remotos, quando uma explosão como essa acontecia no espaço, ela era comumente vista da Terra como uma estrela, e por ser uma estrela que não existia antes, então era chamada de "estrela nova", ou então "supernova". [saiba mais sobre supernovas e sobre a vida das estrelas]

Galáxia NGC 1566, hospedeira da candidata a Supernova de Setembro de 2014. Créditos: NASA GSPC

O Projeto Slooh fará uma transmissão ao vivo com imagens da possível Supernova na galáxia NGC 1566 (Supernova de setembro de 2014), visível no hemisfério sul na constelação de Dorado. Telescópios do Observatório remotamente controlado da Pontifícia Universidade Católica do Chile (PUC) estarão apontados para essa brilhante explosão, e assim, teremos imagens e informações em tempo real.

Atualização - 19 de setembro às 15:50

A transmissão ao vivo da candidata a Supernova ASASSN-14ha ocorreu no dia 19 de setembro, à 01h00 pelo horário de Brasília (04h00 UTC). A reprise está disponível logo abaixo.

Curta nossa página no Facebook!




A transmissão ao vivo terá narração (em inglês) do astrônomo Bob Berman e de outros especialistas, Conheça também o site oficial do Projeto Slooh, onde ocorrem eventos e observações com telescópios controlados remotamente.

A galáxia que hospeda essa possível supernova, a NGC 1566 está a cerca de 38.4 milhões de anos-luz da Via Láctea, que em distâncias entre galáxias até que não é longe, mas infelizmente não pode ser vista a olho nu, nem mesmo com bons telescópios caseiros.

Imagens: ilustração artística (capa) / NASA GSFC
19/09/14

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

16 comentários:

  1. Respostas
    1. Será sexta-feira, daqui 6 horas e meia

      Excluir
    2. Vai sim, mas cuidado! Não olhe para o céu no dia e na hora da explosão!

      Excluir
    3. Na verdade essa explosão já aconteceu! mas só agora vemos o acontecido nessa galáxia a aproximado 38.4 milhões de anos-luz da Via Láctea.

      Excluir
  2. Pessoal, essa possível Supernova está localizada no hemisfério sul, mas mesmo assim não será possivel observar a olho nu ou mesmo utilizando telescópios caseiros. Somente com telescópios grandes de observatórios mesmo. Acompanhem a transmissão ao vivo e assim, poderemos observar essa grande explosão! Um grande abraço à todos que estão acompanhando a cobertura ao vivo aqui em nosso site, uma cortesia do Projeto Slooh.

    ResponderExcluir
  3. só queria que fosse mais colorida, todas as cores do universo, claro se a ciência fosse capaz de captar... com o "ölho"da consciência cósmica e mostrar para a humanidade, e ela própria se visse espelhada nesse fenômeno de pura potencialidade e consciência.

    ResponderExcluir
  4. isso aconteceu há cerca de 38.4 milhões de anos-luz no passado...
    Essa suposta supernovo pode nem existi mais, de acordo com a teoria da relatividade.

    kkkkk estamos atrazados só a uns 38.4 milhões de anos-luz

    ResponderExcluir