Elon Musk revela imagens de sua futura colônia em Marte

imagens de futura colônia em Marte
Conheça os detalhes da missão e sua incrível espaçonave!


A empresa SpaceX pretende lançar sua primeira missão de carga para Marte em 2022 e enviar pessoas para o Planeta Vermelho já em 2024!

Esses são apenas dois dos destaques do atual plano de colonização de Marte da empresa, revelados pelo seu fundador e CEO, Elon Musk, durante o 68º Congresso Internacional de Astronáutica (IAC) em Adelaide, Austrália.

Durante o evento, o empresário bilionário atualizou seus planos que já haviam sido divulgados no congresso anterior, ocorrido em Guadalajara, no México. Um enorme e reutilizável foguete espacial denominado "Sistema de Transporte Interplanetário" (ITS), imaginado por Musk, ajudaria a estabelecer uma cidade com um milhão de pessoas em Marte nos próximos 50 a 100 anos.



Como Musk descreveu no ano passado, o sistema ITS de aproximadamente 12 metros, contaria com 42 motores Raptor. Ele iria lançar a nave espacial para a órbita terrestre, depois voltaria para o seu posto para um pouso pontual - e outro vôo em rápida sucessão. A nave espacial, enquanto isso, seria alimentada em órbita por um petroleiro (que também seria lançado por um reforço ITS).

Ilustração artística dos foguetes espaciais BFR na superfície de Marte
Ilustração artística dos foguetes espaciais BFR (antigos ITS) na superfície de Marte.
Créditos: SpaceX

As naves espaciais do ITS permaneceriam em órbita até o momento de sua partida para Marte, o que seria feito em massa, já que o melhor momento para ir ao Planeta Vermelho ocorre a cada 26 meses. Cada espaçonave seria capaz de transportar cerca de 100 pessoas para o Planeta Vermelho.

Após a aterrissagem, as espaçonaves irão reabastecer os tanques na superfície marciana com um propulsor produzido no local (metano e oxigênio) e depois retornarão à Terra.

Isso tudo já havia sido divulgado anteriormente. O novo plano mantém essa mesma idéia básica, mas com alguns ajustes importantes. Por exemplo, o tamanho das espaçonaves foi reduzido; agora será de 9 de largura, e terá apenas 31 motores Raptor.




Outro ponto interessante é que o sistema ITS passou a ser chamado de BFR (o que seria uma abreviação para BIG FU***** ROCKET).

Mas a mudança mais importante tem a ver com a acessibilidade do sistema, segundo Musk.

"Na apresentação do ano passado, estávamos realmente procurando o caminho certo - como iríamos pagar por isso?" ele disse. "Nós pensamos em várias idéias, mas agora acreditamos que temos uma maneira de fazê-lo".

Ilustração artística da futura colônia marciana - SpaceX
Ilustração artística da futura colônia marciana.
Créditos: SpaceX

A resposta, explicou ele, consiste em minimizar o sistema um pouco e usá-lo para tudo o que a SpaceX faz, desde lançamentos de satélites até vôos de reabastecimento da Estação Espacial Internacional e missões tripuladas para Marte. Em outras palavras, a empresa planeja colocar seus foguetes Falcon 9 e Falcon Heavy e sua cápsula Dragon para trabalhar mais cedo.




"Se pudermos fazer isso, então todos os recursos que são utilizados para o Falcon 9, Heavy e Dragon podem ser aplicados a este sistema. Isso é realmente fundamental", disse Musk. "Nós acreditamos que podemos fazer isso com a receita que recebemos para o lançamento de satélites e para a manutenção da Estação Espacial".

Ou seja, a própria empresa irá financiar seu projeto de colonização em Marte.


O Sistema Solar é o limite

O sistema BFR não é específico para colinização de Marte. Segundo Musk, a nave espacial poderá pousar em qualquer lugar do Sistema Solar. Ele prevê que essas naves poderão ajudar na criação de um posto avançado na Lua, no futuro relativamente próximo. As naves BFR's poderiam até ir à Lua e voltar sem ter que reabastecer, disse Musk.

Ilustração artística do foguete espacial BFR na superfície da Lua
Ilustração artística do foguete espacial BFR na superfície da Lua.
Créditos: SpaceX

"É 2017, já devíamos ter uma base lunar", disse ele. "O que diabos está acontecendo?"

A SpaceX também planeja colocar o BFR para trabalhar mais perto de casa; O foguete espacial pode ser usado para lançar satélites, reabastecer a Estação Espacial Internacional e limpar lixo espacial, disse Musk. O BFR poderia até acabar levando passageiros de um lugar para outro aqui na Terra.




"O que as pessoas consideram viagens de longa distância, seriam concluídas em menos de meia hora", disse Musk.


Imagens: (capa-ilustração/SpaceX) / SpaceX / divulgação
02/10/17


Gostou da nossa matéria?
Curta nossa página no Facebook
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTubeTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

  1. - Linda viagem do Sr. Musk. LSD de excelente qualidade.

    ResponderExcluir
  2. Enquanto colocarem combustíveis derivados de petróleo, desistam. Isso é pré-histórico.

    ResponderExcluir
  3. Se a SpaceX é uma empresa o que eles vão ganhar em troca colonizando Marte ou a Lua?

    ResponderExcluir