Asteroide Apophis pode colidir com a Terra em 2029?

asteroide apophis pode colidir com a Terra?
Apophis virou pauta em Conferência de Defesa Planetária realizada nos EUA - ele pode cair aqui na Terra?


Em 13 de abril de 2029, um ponto luminoso poderá ser visto no céu passando bem rápido, e ficando cada vez mais brilhante. Não estamos falando de avião, drone ou satélite, mas sim do asteroide de 200 metros, Apophis (99942 Apophis). Os cientistas acreditam que, na pior (ou melhor) das hipóteses, ele pode chegar a ter 340 metros de diâmetro, e dentro de alguns anos, ele fará um sobrevoo rasante em nosso planeta, passando a cerca de 31.000 km de distância.



"A máxima aproximação de Apophis em 2029 será uma oportunidade incrível para a ciência", disse Marina Brozovi, cientista de radar do Laboratório de Propulsão a Jato, da NASA. "Vamos observar o asteroide Apophis com telescópios ópticos e de radar. Com observações de radar, poderemos ver detalhes da superfície com definição de apenas alguns metros de tamanho".


Qual é o risco de Apophis colidir com a Terra?

Não é comum que um asteroide tão grande passe tão próximo do nosso planeta. Essa "raridade" se deve ao fato de que, asteroides maiores do que 100 metros são muito menos numerosos do que as rochas menores. Quanto menor é o tamanho de um objeto, maior será sua população, e vice-versa.




Mas não precisamos temer esse encontro da Terra com Apophis. Quando se aproximar do nosso planeta, Apophis poderá ser visto a olho nu de todo o Brasil, como também de todo o hemisfério sul. Durante sua máxima aproximação, pouco antes das 19h00 pelo horário de Brasília (10:00 UTC), Apophis estará acima do Oceano Atlântico, e estará se movendo tão rápido que cruzará todo o oceano Atlântico em apenas uma hora.

Às 11:00 UTC (apenas uma hora após passar pelo Oceano Atlântico), Apophis terá passado acima dos EUA.

máxima aproximação do asteroide Apophis 13 de abril de 2029
Máxima aproximação do asteroide Apophis em 13 de abril de 2029.
Créditos: NASA / JPL-Caltech

O asteroide Apophis foi descoberto em junho de 2004 por uma equipe de astrônomos do Observatório Nacional Kiit Peak, no Arizona, EUA. Após perderem o asteroide de vista, outra equipe do Observatório Siding Spring, na Austrália, conseguiu reencontrá-lo no final do mesmo ano. as observações preliminares foram como uma bomba, causando pânico em muita gente, já que os cálculos sugeriam uma chance de impacto e 2,7% para o ano de 2029.




Desde então, novas observações têm sido feitas, e a trajetória do asteroide foi aprimorada. Atualmente, os cálculos mostram que o asteroide Apophis pode sim colidir com a Terra, mas as chances são de 1 para 100.000 (já considerando várias décadas, e não epenas esta aproximação de 2029).

Em 2029, os cientistas poderão observar Apophis de perto, e pra isso nem precisaremos sair do nosso planeta, já que ele vem nos fazer uma visita íntima. Com isso, conheceremos seu tamanho exato, forma, composição e possivelmente até mesmo suas camadas mais internas.


Durante a Conferência de Defesa Planetária de 2019, realizada em College Park, Maryland, os cientistas aventaram a possibilidade de uma missão com destino a Apophis. "Nós já sabemos que esse encontro próximo com a Terra mudará a órbita Apophis, e nossos modelos sugerem que sua rotação também irá ser alterada, e é possível que haja pequenas avalanches em sua superfície", disse Davide Farnocchia, astrônomo do Centro de Estudos de Objetos Próximos da Terra (CNEOS).




"Apophis é um representante de uma família de aproximadamente 2.000 Asteroides Potencialmente Perigosos (PHAa)", disse Paul Chodas, diretor do CNEOS. "Ao observar Apophis durante o sobrevoo de 2029, obteríamos conhecimento científico importante que poderia ser usado para a defesa planetária".


Imagens: (capa-divulgação) / NASA / JPL-Caltech
06/05/19


Gostou da nossa matéria?
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
para ver muito mais!


Encontre o site Galeria do Meteorito no Facebook, YouTube, InstagramTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.

2 comentários:

  1. Existe algum projeto de enviar uma sonda ao Apophis, nos moldes da Hayabusa? Acho que seria interessante monitorar mais de perto essa pedra (pedra não, AEROLITO!).
    Já que não é comum um desses grandes passar perto de nós, não deveríamos desperdiçar a oportunidade. Daria pra aprender muita coisa, além de nos certificarmos melhor que essa coisa não vá cair aqui.

    ResponderExcluir
  2. Quem chega primeiro apophis ou Nibiru?

    ResponderExcluir