O misterioso caso da anã marrom desaparecida

http://www.galeriadometeorito.com/2015/03/o-misterioso-caso-da-ana-marrom-desaparecida.html
Qual é a explicação para esse estranho fenômeno?


O Very Large Telescope do Observatório Europeu do Sul (ESO) conta com um novo instrumento chamado SPHERE, que foi utilizado na busca de uma anã marrom que estava em órbita de uma estrela dupla incomum, a V471 Tauri.

Instrumento SPHERE do ESO
Instrumento SPHERE montado no VLT. Créditos: ESO
Clique na imagem para ampliar

O instrumento SPHERE pôde registrar uma visão sem precedentes da região onde a anã marrom se encontrava... mas o que intrigou os cientistas é que a anã marrom simplesmente desapareceu!




A ausência da anã marrom significa que a nossa compreensão sobre o comportamento estranho de V471 Tauri está errada? O resultado inesperado foi descrito no primeiro artigo científico baseado em observações do SPHERE.


Entendo V471 Tauri

Algumas estrelas binárias são constituídas por duas estrelas normais com massas diferentes, e quando a estrela mais massiva envelhece e se expande, dando origem a uma gigante vermelha, parte de seu material é transferido para a outra, e um enorme envelope gasoso envolve ambas as estrelas. Quando essa nuvem se dispersa, as estrelas ficam mais próximas e formam um par onde uma se torna uma anã branca.

Um zoom na estrela binária V471 Tauri

V471 Tauri é um par desse tipo, e se encontra dentro do aglomerado estelar das Híades, na constelação de Touro. Acredita-se que V471 tenha cerca de 600 milhões de anos, e se encontre a aproximadamente 163 anos-luz da Terra. As duas estrelas se orbitam a cada 12 horas, e quando vistas da Terra, elas passam uma na frente da outra, formando um eclipse estelar, o que causa variações em seu brilho.


O mistério da anã marrom

Uma equipe de astrônomos liderada por Adam Hardy, da Universidade de Valparaíso, no Chile, usou o sistema ULTRACAM do ESO para medir essas variações de brilho, e eles perceberam que elas não eram regulares, o que indicava a presença de um corpo em seu entorno, que posteriormente foi justificado com a existência de uma anã marrom.




Agora, com o poder do instrumento SPHERE, os cientistas tiveram a oportunidade de observar o local exato dessa anã marrom, mas para a surpresa de todos, ela não estava lá. Não foi um erro do SPHERE, afinal, suas imagens de altíssima definição combinadas com seu poder de aumento incrível seriam mais que suficientes para revelar o objeto em questão... mas nada foi encontrado!

localização da estrela binária V471 Tauri
Círculo vermelho mostra a localização da estrela binária V471 Tauri,
na constelação de Touro. Créditos: ESO / UAI / SkyandTelescope

Se não existe nenhum objeto orbitando essa estrela, então o que está provocando essas estranhas variações na órbita do sistema binário? Várias hipóteses foram criadas, e a maioria descartada... cientistas acreditam ainda na possibilidade dessas variações ocorrerem por conta de uma alteração no campo magnético da estrela maior, algo parecido com o que acontece com o Sol, mas até agora, não há evidências suficientes para comprovar essa teoria.

O que está causando essa grande interferência na órbita dessas estrelas? Até agora, não se sabe ao certo o que aconteceu, e se você ficou confuso com essa matéria, imagine então os pesquisadores e cientistas envolvidos?! Com certeza, esse assunto vai deixar, ou melhor, já deixou muita gente de cabeça quente...




Fonte: ESO / SPHERE
Imagens: ESO / UAI / SkyandTelescope
12/03/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

9 comentários:

  1. Tenho uma hipótese: SE a anã marrom teorizada matematicamente fosse o segundo corpo celeste em distância da estrela principal, mais massiva, uma aproximação com a estrela menor fez com que a anã marrom, de menor massa, fosse estilingada para fora do sistema. Júpiter faz isso de vez em quando com algum asteróide aqui no no nosso quintal. Hoje a anã vaga sem rumo... E as interferências que o telescopio chileno percebe são sutis relativísticas, uma vez que as flutuações nas ondas quânticas de energias e eventos são superlumínicas e a luz, não. OU... um superplaneta vagante passou perto da dupla por poucos dias e se foi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente essas são boas hipóteses! Um corpo vagante pode realmente ter estilingado a anã marrom pra bem longe, ou quem sabe, a interferência de um corpo maior nas redondezas, que por ventura ainda não foi detectado?

      Abraços!

      Excluir
    2. É uma hipótese boa, mas o tempo de vida humano é muito curto. Interações cósmicas desse nível acontecem em uma escala de tempo fora da realidade e do tempo humano.
      A chance de ver uma estilingada dessa por um telescópio no momento da ação seria o mesmo que ganhar na mega-sena mais de uma vez em sequência. Mas não deixa de ser uma boa teoria para o fenômeno.

      Excluir
  2. POR FAVOR, redação: Qual o software usado na produção/rendernização artística da imagem da anã marrom desta matéria? Obrigado. Ficou bonita a imagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi fora do ar!

      Então, nesse caso utilizamos uma imagem livre da Wikipedia (Wikimedia Commons). Temos também um artista parceiro que faz o acabamento e alguns retoques nas imagens, mas não foi o caso dessa em questão. Realmente é muito linda!

      Um grande abraço!

      Excluir
  3. diz-se pelas leis da quântica que qdo olhamos para um corpo ele tb "olha para vc".. . há uma interação. .. logo, qdo observada, a anã marrom escapuliu-se!!
    anãs marrons são o grande mistério do universo. .. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. num li tanta besteira e um só paragrafo... não existe nada dessa sua bobagem de 'falastrão quantico', estrelas não fazem puff e escapolem só pq um babaca acha isso e anãs marrons não são nenhum mistério, são meras estrelas com massa menor q não conseguiram iniciar a reação fusão nuclear, ou seja, vc e uma estrela anã tem algo em comum.... o fracasso!

      Excluir
    2. Nossa! Elias! Como você é inteligente!!!!!

      Excluir
  4. num li tanta besteira e um só paragrafo... não existe nada dessa sua bobagem de 'falastrão quantico', estrelas não fazem puff e escapolem só pq um babaca acha isso e anãs marrons não são nenhum mistério, são meras estrelas com massa menor q não conseguiram iniciar a reação fusão nuclear, ou seja, vc e uma estrela anã tem algo em comum.... o fracasso!

    ResponderExcluir