AO VIVO: Primeira transmissão em tempo real de um planeta extrassolar em trânsito (reprise)

transmissão ao vivo de exoplaneta - planeta extrassolar
Nunca antes na história houve uma transmissão ao vivo de um exoplaneta durante seu trânsito!



No dia 27 de junho de 2015 teremos uma transmissão inédita, que fará a observação ao vivo de um exoplaneta (planeta fora do Sistema Solar) pela primeira vez na internet, enquanto ele passará pelo disco de sua estrela mãe! Será um evento único, nunca feito antes!

TrES-2b (ou Kepler-1b) apelidado de "O Cavaleiro das Trevas" será registrado ao atravessar sua estrela, fenômeno conhecido como "trânsito planetário". Tudo isso será observado por um dos maiores telescópios infravermelhos do mundo, o Telescópio Carlos Sánchez, nas Ilhas Canárias, e será transmitido ao vivo aqui em nosso site, em parceria com o Projeto Slooh.




O exoplaneta TrES-2b ganhou o apelido de "Cavaleiro das Trevas" por ser o planeta mais escuro já descoberto. Seu albedo (quantidade de luz refletida) é muito, muito baixo, sendo mais escuro do que o próprio carvão, e mais escuro do que a tinta acrílica preta, refletindo apenas 1% da luz que incide sobre ele. O exoplaneta TrES-2b está localizado a 750 anos-luz de distância, na constelação de Draco (Dragão).

Esse exoplaneta incrível será apresentado por astrônomos e pesquisadores de exoplanetas, incluindo uma das maiores especialistas em exoplanetas do mundo, a Dra. Lisa Kaltenegger, diretora recém nomeada do Instituto Carl Sagan da Universidade de Cornell.

Exoplaneta TrES-2b ou Kepler-1b
À esquerda, sistema binário estelar TrES-2; à direita superior, medições da variação de brilho que mostram
o trânsito de TrES-2b; à direita inferior, uma comparação de tamanhos entre TrES-2b e Júpiter.
Créditos: Aldaron / NASA / Ames / JPL-Caltech / James McBride

O evento especial é uma honra do 30° aniversário dos Observatórios do Monte Teide, do Instituto de Astrofísica das Ilhas Canárias (IAC). A cerimônia será presidida por Felipe VI, rei da Espanha, que fará a inauguração do telescópio do Projeto Slooh. Será um verdadeiro momento histórico para a Astronomia.




Durante o trânsito planetário, o Telescópio Sánchez, nas Ilhas Canárias, medirá a mudança de brilho da estrela conforme o trânsito do planeta acontece, tudo isso em tempo real!


Transmissão ao vivo do trânsito do exoplaneta TrES-2b (reprise)

A transmissão ao vivo com o trânsito do planeta extrassolar TrES-2b ocorreu no dia 27 de junho de 2015, às 21h00 pelo horário de Brasília (00:00 UTC). A reprise já está disponível.




A transmissão ao vivo terá narração (em inglês) do anfitrião Eric Edelman e do astrônomo Bob Berman, além de convidados especiais. Conheça também o site oficial do Projeto Slooh.


Sobre o planeta extrassolar TrES-2b

TrES-2b é um pouco maior do que Júpiter, porém, não é frio como o nosso Gigante Gasoso: as camadas exteriores de TrES-2b têm uma temperatura de cerca de 1.000°C , calor suficiente para vaporizar muitos metais e moléculas.




Outro fato intrigante é que o sistema de TrES-2 é um sistema binário, o que faz com que seus planetas tenham algo em comum com a planeta (fictício) Tatooine, do filme Star Wars, pois diferente do nosso Sistema Solar, seu sistema contém duas estrelas. Imagine olhar para o céu e ver dois sóis... com certeza seria inacreditável, ao menos para nós humanos.




Imagens: (capa-ilustração / Galeria do Meteorito) / Aldaron / NASA / Ames / JPL-Caltech / James McBride
Créditos: Slooh
26/06/15

Encontre o site Galeria do Meteorito no FacebookTwitter e Google+, e fique em dia com o Universo Astronômico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

5 comentários:

  1. gostaria de saber como os astrofísicos fazem pra calcular com tanta precisão o tamanho e a temperatura de exoplanetas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A massa dos planetas é calculada de acordo com a influência gravitacional que ele causa em sua estrela; quanto maior for sua massa, maior será o movimento de sua estrela... conforme os planetas passam pelo disco solar, os nosso telescópios detectam um diminuição súbita da luz de sua estrela, o que mostra que o planeta está alí, passando na frente da estrela de acordo com nosso ponto de vista. As emissões de luz da estrela também ajudam os pesquisadores a entender sua composição, além de diversos outros métodos diretos e indiretos que auxiliam na compreensão desses exoplanetas. Um ótimo artigo para entender todos eles encontra-se na Wikipedia, mas infelizmente não está disponível em português. Veja:

      https://en.wikipedia.org/wiki/Methods_of_detecting_exoplanets

      Um grande abraço Júnior!

      Excluir
    2. A espectroscopia ajuda muito nisso pelo que já li!

      Excluir
  2. Viram na noite de 27/06?? Vênus e Jupiter juntinhos em um belíssimo par! Alguém apontou alguma camera para eles? Se o fez, publique por aqui. Ave César!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E no dia 30 de junho essa proximidade vai ser ainda mais incrível! Estamos preparando uma matéria especial com mais detalhes. Um grande abraço!

      Excluir